sexta-feira, 15 de março de 2013

PECADO NÃO RECONHECIDO COMO PECADO É COMO UM JOIO NO MEIO DO TRIGO





“... Não reine,  portanto, o pecado em vosso corpo mortal,  para lhe obedecerdes em suas concupiscências”


É possível o crente ficar tão distraído na vida a ponto de  não perceber que cometeu determinado tipo de  pecado? O que você entende como pecado? A Bíblia define pecado tudo que transgride uma lei divina, que ofende o caráter e santidade de Deus. Você concorda?

Somos mestres em argumentos e justificativas. Caímos na armadilha em  sermos seletivos naquilo que consideramos como pecados graves. Se não  cometemos pecados como adultério, homossexualidade, assassinato, estupro, roubo,  estamos de bem com a vida e com Deus.  Pecados como orgulho, preguiça, glutonaria e indiferença para com os necessitados, não passam ser tão chocantes,  mas  para Deus é.

O fato da Bíblia  declarar que não há quem não peque:    Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós” ( 1 João 2:10)  Não significa que estamos livres para pecar.  O grande desafio da fé cristã é não acostumar com o pecado. Quando acontecer, diagnostica-lo em tempo real  e  confessá-lo à Deus.

Quando o crente perde a sensibilidade de viver uma vida santa e pura, o pecado passa a não incomodá-lo mais. Torna-se tão insensível, que para enxergar o pecado precisará de uma “lupa espiritual”. Pecado não  reconhecido  como pecado, agirá na vida do crente como um joio numa plantação de trigo.

Tiago trata a questão do pecado com muita severidade, quando diz:

   Por que qualquer que guardar toda a lei e tropeçar  em um só ponto tornou-se culpado de todos” (Tiago 2:10). 

Alguns exemplos de pecados que  facilmente passam  desapercebidos na vida de muitos crentes:

1- Pecado na grosseria
Quem dentre vós é sábio e inteligente? Mostre,  pelo seu bom trato,  as suas obras em mansidão de sabedoria” ( Tiago 3:13)

Geralmente uma pessoa que se considera sábia e inteligente terá dificuldade em admitir atitudes grotescas. É intimidadora, levanta a voz em discussões tolas e quando muito, justifica-se. Cheia de razões  continua se considerando sábia e inteligente.  Isso já aconteceu com você? Confesso que tenho lidado com esse tipo de pecado.  É um  tipo de  joio que  sufoca os relacionamentos.

2- Pecado da futilidade 

“... Pedi e não  recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos  deleites”   ( Tiago 4:3)

Futilidade é resultado da imaturidade e da ingenuidade. Tiago está exortando que Deus não atende pedidos fúteis.  Nós, pais, somos testados toda hora com filhos pedindo coisas fúteis e desnecessárias.  Geralmente não os atendemos para o  próprio bem deles.  Deus faz isso conosco também.  Muitas vezes, por sermos imaturos  murmuramos porque Deus não tem nos atendido. Você já pediu coisas a Deus e não foi atendido por Deus achar desnecessária e fútil? Como reagiu? Aceitou ou murmurou?
 
3. Pecado de saber fazer o bem e não faz

“... Aquele, pois, que Sabe fazer o bem e o não faz comete pecado”
 ( Tiago 4:17
Concordamos que é pecado mentir; mas também pode ser um pecado saber a verdade de um fato e não dizê-lo. Concordamos que é pecado falar mal de alguém; mas também é pecado evitar uma pessoa, quando você sabe que está precisando de sua ajuda.   É pecado tomar algo emprestado de alguém e não devolver; mas também é pecado poder ajudar alguém e não socorrê-lo.  São tipos de pecados que passam desapercebidos em nossas vidas. Vamos acumulando pragas em nosso jardim. 

4.  Pecado da mente impura

“....  Eu porém , vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela”

Trata-se de uma advertência tanto para homens e mulheres. Segundo a Bíblia, olhares e pensamentos luxuriosos já constituem pecado. Todo pecado consumado começa  pela porta dos olhos;  registra na  mente e consuma-se no coração. Precisamos vigiar os olhos  e a  mente  o tempo todo,  para manter o coração puro. Pecado da mente impura é uma praga que contamina o valor mais precioso de uma pessoa, a  sua moral. Como você tem tratado esse tipo de pecado?
 
5. Pecado do desperdício

“...  Também o negligente na sua obra é irmão do desperdiçador”

( Pv. 18:9)

Infelizmente nosso País leva a fama do desperdício.  Desperdiçamos tempo, oportunidades, consumimos acima do que precisamos,  desperdiçamos até a saúde.  O desperdício é uma afronta a Deus.  Quando recebemos  algo além do que precisamos,  o excedente é a oportunidade que temos de ajudar nosso próximo que  não tem. Cometemos esse tipo de pecado e não consideramos pecado.  É um pecado que não confessado e abandonado agirá como uma praga em nossa vida, atingindo nossas finanças, nossa saúde e nossos relacionamentos.

Você tem agido com sabedoria ou tem aderido a cultura do desperdiçador?

Para você pensar:

Pecados não reconhecidos como pecado, não confessados a Deus e a quem ofendemos, transformam-se  sementes do mal  e que  agem livremente em nossa vida. É um tipo de joio que cresce junto com o trigo, que são as ações boas que praticamos.

Dedique um tempo de reflexão, coloque em dia as pendências do seu coração.  Se o Espírito Santo está indicando algum pecado  não reconhecido e não confessado, faça-o agora.

 

Por amor a Cristo!