sábado, 15 de agosto de 2015

COMO VOCÊ TEM SE SAÍDO EM SUAS BATALHAS?


“... Davi consultou o Senhor dizendo: Subirei contra os Filisteus? Entregar-mos-ás nas minhas mãos E disse  o Senhor a Davi: Sobe , porque certamente entregarei os filisteus nas tuas mãos” ( 2 Sm. 5:19)


A vida de Davi é sempre uma inspiração para todos nós  e recheada de dicas importantes  para o nosso viver quotidiano. É certo que a vida é um permanente  campo de batalha, na saúde, nas finanças, na concorrência do emprego ou nos negócios.  Batalha espiritual,  a carne lutando com o espírito o tempo todo.
 No relato  bíblico em 2 Samuel 5:19-25, vamos aprender com  Davi como  enfrentar as nossas batalhas do dia-a-dia. Davi  sempre saiu vitorioso nas batalhas que empreendia, mesmo  lutando com exércitos de inimigos poderosos. O que se atribui as vitórias de Davi? – vamos buscar essa resposta?
1ª-  Em cada situação que se deparava, Davi perguntava a Deus se deveria lutar ou não lutar.
“Davi consultou o Senhor dizendo: Subirei contra os Filisteus?” (v.19.a).
Para muitos de nós a  vida torna-se tão mesmice que ligamos o piloto automático sem se dar conta de que há algo que  está fora de controle. Esse é o  grande perigo  da vida: viver no piloto automático. Ou seja, programar a mente e achar que tudo funciona do mesmo jeito em todas as circunstâncias da vida.  Davi se tornou um perito em batalhas porque tinha consciência que em cada batalha havia peculiaridades diferentes. Acima de tudo o seu segredo estava em consultar a Deus se devia ou não lutar.  Essa não   é uma  ideia genial? Você tem consultado a Deus em suas batalhas? Qual tem sido o resultado?

2ª- Obedecia a risca  às instruções.
“... E Davi consultou o Senhor, o qual disse: Não subirás; mas rodeia por detrás deles  e virás a eles por defronte das amoreiras” ( v. 23)
Grande parte das tragédias e dos infortúnios da vida deve-se à falta de diligencia às instruções. Isso se dá em todas as áreas da vida: no casamento, na escolha da profissão, nos negócios, no trânsito, na criação de filhos, na pratica dos dons espirituais, (...segue a lista...). Davi  mostra-se cuidadoso em consultar a Deus e seguir as instruções à risca.

Deus sempre tem uma estratégia que o inimigo jamais imagina. “E  fez Davi assim como o Senhor lhe tinha ordenado; e feriu os filisteus desde Geba até chegar a Gezer”( v.25). Isso fez de Davi  o homem segundo o coração de Deus.  Sua disciplina e obediência a Deus o credenciaram a ser  vitorioso em suas batalhas.  O mesmo não podemos afirmar de dois antecessores de Davi: Sansão e Saul.  Ocuparam as mesmas funções, lutaram as mesmas batalhas, enfrentaram os mesmos inimigos e não tiveram o final de um guerreiro vitorioso. É regra  universal. funciona em qualquer época e para qualquer pessoa. Temos visto pessoas ocupando as mesmas funções, umas prosperam outras não. Pessoas que se casam e tem as mesmas chances, umas conseguem vitórias outras não. Pessoas ganham  o mesmo valor de salario, umas prosperam outras não.  A explicação é simples:  obediência à risca as instruções

3ª- Transferia toda glória para Deus
“... E Davi e toda a casa de Israel alegraram-se perante o Senhor, com toda sorte de instrumentos de madeira de faia, com harpas, e com saltérios, e com tamboris, e com pandeiros, e com címbalos” (.2 Sm. 6:5).
A nossa conduta denuncia a motivação do coração. Mais uma  vez Davi dá uma aula em  reconhecer a soberania de Deus. Em momento algum de sua vida reivindicou glória para si mesmo. Assumia para si as responsabilidades de seus erros, mas transferia a Deus a glória de suas  vitórias. No mundo de hoje isso é raro. Até mesmo no ambiente  cristão.  Temos visto muitos lideres denominacionais com postura de super lideres. Sem nenhum constrangimento de reivindicar a glória para si mesmos.

Refletindo:
Fica claro que podemos ter resultados negativos na vida senão levarmos em conta as três ações de Davi. Podemos agir por nossas próprias vontades e intuições, usar as nossas habilidades, ignorarmos os conselhos bíblicos ou de pessoas sábias, ou transferirmos,  toda a glória para nós mesmos. O que você pensa sobre isso?

Por amor a Cristo!