sexta-feira, 2 de junho de 2017

DEUS DE ALIANÇA - RETIDÃO É A CONTRA PARTIDA HUMANA!

“ Converte-nos, Senhor, a ti, e nós nos converteremos; renova os nossos dias como dantes
 ( Lamentações 5:21)

O Plano original de Deus, ao criar a raça humana, tinha como propósito: Ser um Governo Teocrático, tendo a retidão a contra partida com o ser por Ele criado. O pecado interrompeu esse modelo harmonioso do Criador com o ser criado. A recriação humana, chamada pela bíblia de novo nascimento, gerou em Cristo Jesus uma semente de reconstrução de relacionamento onde Deus governa, e  o novo ser recriado  entra na  contra partida do processo.“ sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas dá incorruptível, pela palavra de Deus, viva e que permanece para sempre” ( I Pe 1:23).

Qual  seria a contra partida do crente nesse processo de Governo divinno no Plano Terreno?

1- Manter-se puro da contra mão do mundo a qualquer custo. 
“... Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos  impios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores...." Sl.1.1)

O Governo de Deus não compactua com as práticas de um mundo marcado pela corrupção. A contra partida do cristão é manter-se puro para Deus contar com sua  participação onde e quando desejar. No antigo testamento Deus usou homens e mulheres como José, Ester, Daniel, de forma extraordinária, intervindo  em favor dos desprotegidos por regimes e  leis injustas. É importante ressaltar, mesmo sendo recriado o cristão continua num ambiente infestado por  demônios e num mundo contaminado por todo tipo e prática de pecado. Acidentalmente podemos ser alvo de um engano, uma cilada, mas somos capazes para decidir  não  sentarmos à mesa de corruptores, para não sermos contaminados. 

2. Manter-se no caminho da retidão sem macular o caráter.  
"O Senhor repudia balanças desonestas, mas os pesos exatos lhe dão prazer"( Pv.11:1)

 Deus governa com princípios que exige caráter aprovado. O princípio não altera o curso da caminhada por mais que sejam contraditórias e intransigentes as forças contrárias. O caminho da retidão é a contra partida para quem atende o chamado de Deus para qualquer área de atuação no plano terreno.
O rei Davi conhecido como íntegro e reto teve momentos de queda. Soube reconhecer seus pecados e desvio de caráter, arrependeu-se, confessou-os a Deus, e sempre retornava  ao caminho da retidão.
Arrependimento é a consciência do erro; a confissão, é a consciência de que quebrou a contra partida que lhe caberia preservar no caminho da retidão. É um engano pensar  que não temos nenhuma propensão para o pecado. Outro engano é pensar que não  podemos abandonar  práticas pecaminosas. Precisamos estar vigilantes em oração para não cedermos as tentações, e sempre prontos a nos arrepender, confessar e abandonar  os pecados que cometemos, de forma que possamos desfrutar a máxima comunhão e alegria com o Senhor. 

3- Não se manter solidário as práticas  pecaminosas de pessoas ou entidades de qualquer natureza, sob qualquer pretexto.

“... Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz" ( Efésios 5:11) 
A Bíblia relata um episódio de um complô de duas pessoas que planejavam assassinar o Rei. Mardoqueu, um judeu exilado, ouviu a trama e  achou uma forma de informar a Rainha que comunicou o Rei. Deus estava nesse negócio. As narrativas do livro de Ester registra esse feito. O quanto esse gesto beneficiou todo o povo hebreu, que por decreto do rei sofreria uma devasta perseguição de morte. Deus convoca, como contra partida do seu governo no plano terreno, cristãos que não compactuam com práticas delituosa  que geram obras infrutíferas; essas práticas,  devem se expostas à luz da verdade. 
A verdadeira obra frutífera que Deus aprova é marcada com gestos de amor, para com aqueles que não tem nada a retribuir algo em troca. Tiago, 1:27, aponta três exemplos: os estrangeiros, as viúvas e os órfãos desamparados. Jamais ser solidário com práticas pecaminosas de  qualquer pessoa, mesmo sendo  pessoas que exercem liderança e autoridade em qualquer nível.


4. Manter-se posicionado como um Atalaia em defesa da Verdade.
”... Quando eu disser ao perverso: Certamente, morrerás, e tu não o avisares e nada disseres para o advertir do seu mau  caminho, para lhe salvar a vida, esse perverso morrerá na sua iniquidade, mas o seu sangue da tua mão o requererei” ( Ezequiel 3:18).
Essa é a contra partida das mais importantes que Deus requer de cada cristão.  O pecado da omissão é tão grave quanto o pecado da transgressão. Já vimos que como cristãos deveremos nos posicionar em favor da retidão denunciando o pecado em qualquer situação.

Pode ocorrer que a sua voz solitária em meio a multidão não seja ouvida. Nem mesmo por pessoas de sua própria casa. Mas Deus está em sua defesa:"...mas você estará livre   dessa culpa" ( Ez.3:19.b). Certamente não é nada confortador ver uma pessoa querida indo por caminhos contrários, mas a consciência de culpa não pesará  sobre  quem manteve-se posicionado em defesa da verdade.  

Refletindo....

"... Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do  Filho, e do  Espírito Santo..." ( Mt.28:19)
Em Todo projeto da criação da humanidade Deus colocou o homem no processo de contra partida, uma  parceria.  Foi assim com Adão, com Noé, com Abraão; e no nascimento de Jesus, com Maria e José. 
O Senhor Jesus ao instituir a sua Igreja preparou um grupo de apóstolos para formar uma contra partida no grande projeto de redenção.  Se você é um cristão Deus conta com a sua contra partida. O Plano de governo divino  de Deus  no plano terreno é estratégico. Você pode ser um desses: Noé, Abraão, José, Samuel, Ester, Paulo,  Lutero, Calvino, Luther King, Billy Graham e tantos outros.... Amem!

Por amor a Cristo!