domingo, 5 de fevereiro de 2012

VIVA O PRINCÍPIO BÍBLICO DO "UNS AOS OUTROS"

E TENHA RELACIONAMENTOS SAUDÁVEIS

“.. Toda  a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção,, para a educação na justiça, a fim de que o homem (e a mulher) de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda a boa obra” ( 2 Tm. 3:16,17) 
          Fomos  criados para vivermos em relacionamentos 
 uns com os outros.  A Bíblia é farta em princípios que apontam caminhos para se viver um relacionamento saudável em todos os níveis da vida.
São ensinamento valiosos que fará a diferença na sua vida.  Se você está no mercado de trabalho ou está se preparando para entrar, saiba que neste mundo globalizado novas exigências se impõe; além do preparo, experiências,  saber trabalhar em equipe tem sido um componente relevante. Esses princípios vão ajudar a você a desenvolver essa habilidade.

Selecionamos oito  desses princípios, que nos ajudarão a dar qualidade em nossos relacionamentos  “ uns aos outros”:
( 1)   O princípio de viver o mesmo sentimento
 “... Tende  o mesmo sentimento  uns para com os  outros” ( Rm 12:16).
 A  ênfase   é precavermos da presunção e do orgulho, nas posições que ocupamos para não subestimar a capacidade do outro.

( 2 )   O princípio em considerar o outro superior a si mesmo           
“... Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmo” ( Fp. 2:3).
O destaque é que o outro sempre deverá ficar numa posição privilegiada à nossa.Valorizando sempre o outro.
( 3 ) O Princípio da  Aceitação
“...  Aceitem-se uns aos outros, da mesma forma que  Cristo os aceitou”
 ( Rm. 15:7).
 Aponta,  Cristo,  como nosso padrão  perfeito de aceitação.

( 4 ) O princípio da cumplicidade
“... Levai a carga uns dos outros,  assim, cumprirei a lei de Cristo” ( Gl. 6:2)
Esse princípios funde-se a lei do amor. Não haverá disposição, nem disponibilidade,  se a lei do amor não for fielmente praticada.

( 5 ) O princípio da paciência e da tolerância
“... “... Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, suportando uns aos outros” ( Ef. 4:2 ).
Inegavelmente, a paciência e tolerância,  tornam relacionamentos difíceis em  convivências amistosas.

( 6 ) O princípio da verdade
“... Não mintais uns aos outros” ( Col.3:9)
O princípio da verdade  só é sustentável com a própria verdade. Na há substituição da verdade.  A verdade gera confiança e credibilidade nos relacionamentos.

( 7 ) O principio do encorajamento
“... Consideremo-nos também uns aos outros,  para nos estimularmos ao amor e as boas obras” ( Heb. 10:24).
O encorajamento “uns aos outros”, é uma  força poderosa para estimular o amor e a prática de boas obras.

( 8 ) O princípio do amor
“...  Acima de tudo, porém, tende o amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados”  ( 1 Pedro 4:8 ).
O princípio do amor está acima de todos os demais.  O amor autentica toda prática e princípios que a Bíblia nos recomenda. O amor atua nas causas e não nos efeitos.

Ao concluir essa reflexão, encorajamos você a viver intensamente esses  princípios de uns aos outros”. Se você é um cristão(ã) e  deseja fazer diferença na prática do discipulado, faça bom uso destes princípios em sua vida. Não se trata de uma técnica ou regras, mas de conteúdo espiritual que habilitará voce a viver uma vida útil, frutífera, feliz e abençoada.
                                                                                                                Por amor a Cristo.