domingo, 18 de novembro de 2012

QUANDO A SABEDORIA DIVINA PERDE O SEU VALOR...



 
 
 
“... E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto” ( Tiago 1:5)
 
 
 
 
Sabedoria divina é o principal valor que cada pessoa deve apropriar-se na vida.   É de um valor inestimável, entretanto, a sua importância   torna-se efetiva quando  colocada em ação de forma devida e prudente.
Sabedoria e conhecimento são valores que se completam,  imprescindíveis à vida. A diferença está em como adquiri-los. O conhecimento  é adquirido, tem um preço a pagar. Enquanto,  a sabedoria  não se compra, não se vende, não se transfere,  é um dom de Deus.  Todos podem ter acesso a  sabedoria divina.  É promessa de Deus, está prescrita em sua Palavra em Tiago 1.5
 
O tema é uma pergunta para você refletir: Quando a sabedoria divina perde o seu valor?  Vamos colocar  algumas situações:

1-    Quando se quebra uma aliança com Deus

Deus é um Deus de aliança.  Embora soberano, Deus relaciona-se com  povos, nações através de aliança.  A última aliança e definitiva,  foi através de seu Filho Jesus Cristo. Uma aliança de reconciliação e perdão.

Quando assumimos o pacto da nova aliança,   firmada  pela fé em   Jesus Cristo, comprometemo-nos a andar por um novo padrão de vida. Ou seja, renunciando todo tipo de aliança que Deus não firmou e não aprova.

O casamento, por exemplo,  é uma aliança feita com Deus. Os homens rompem essa aliança, mais Deus não. “ O que Deus uniu não separe o homem", Mateus 19:6.
. O que você pensa sobre o valor da aliança?


2-    Quando as possibilidades são mais importantes que as responsabilidades

As possibilidades que se apresentam diante de nós nem sempre indicam o melhor caminho. Esta regra vale para todas as áreas da nossa vida. Para escolha do parceiro de casamento, da profissão, de um  negócio.

Temos que ter o cuidado de não confundir possibilidades com oportunidades.  Possibilidade, algo que pode acontecer,  normalmente se apresenta com algumas   condicionais. Enquanto que a oportunidade  se apresenta como uma ocasião oportuna. Uma porta que se abre sem atenuar condições adicionais. Na maioria das vezes os endividamentos acontecem pela porta das possibilidades.

O rei Salomão tornou-se um grande sábio porque  pediu a Deus sabedoria para governar a sua nação. Entretanto, teve problemas sérios em lidar com a sabedoria, quando o assunto dizia a respeito  das possibilidades. 

O rei deslumbrou-se diante de tantas possibilidades, que se abriam perante seus olhos,  esquecendo-se de suas reais responsabilidades de manter uma aliança exclusiva com Deus. Deslumbrou-se com mulheres ímpias e idólatras.
. Você já passou com algum tipo de situação em que a responsabilidade prevaleceu?

3-    Quando se busca significado na vida longe de Deus

A satisfação que encontramos nas oportunidades e nos sucessos desta vida é temporária.  Um dos equívocos da vida é quando esperamos que os nossos sucessos sejam permanentes,  quando na verdade,  depressa se vão.

Na vida não existe regrinha mágica. Deus dá a cada pessoa pontos fortes e habilidades, que só  encontrarão  significado à vida, quando colocados em prática  à luz da sabedoria divina. O sucesso, é consequencia!

Para você refletir:

“ Há caminhos que ao homem parecem direito,  mas o fim deles são os caminhos de morte” ( Pv. 14;12)
 Você crê nesta verdade bíblica?
Que esta reflexão possa ajudar  você a buscar o verdadeiro significado da sua vida. Que  só encontrará se suas decisões e escolhas estiverem alicerçadas na sabedoria divina.  Avalie as possibilidades que se apresentarem à   sua vida, se  estiverem desalinhadas das suas responsabilidades com Deus, descarte-as.  Amem!
 
Por amor a Cristo!