sábado, 24 de novembro de 2012

TENHO VIVIDO A SÍNDROME DO "CURTO" OU A SÍNDROME DO "EXCESSO"?


“... Porque a cama será tão curta , que ninguém se poderá estender nela; e  o cobertor, tão estreito, que ninguém se poderá cobrir com ele” ( Isaías 28:20)

O tema é uma reflexão para você dar uma  pausa, uma boa relaxada e se perguntar: TENHO VIVIDO A  SÍNDROME DO “ CURTO”  OU A SÍNDROME DO “EXCESSO”?  
A minha vida está sendo bem  administrada, meu tempo, meus talentos? Tenho aproveitado  as oportunidades, a fim de obter os melhores êxitos ou tenho me contentado com menos?

A vida anda tão corrida que parece que estamos  vivendo o tempo do “curto".  O dia está   curto. O dinheiro está curto.  A semana está curta. Até os valores  estão se encurtando, a paciência, o amor, o respeito. Os relacionamentos estão cada vez mais se encurtando. A memória dos grandes feitos de Deus está curta para muita gente.  Enfim, a cama curta e o cobertor curto, que fala o profecia de Isaías, está se cumprindo.

Como colocar a vida, o tempo, as tarefas em ordem de importância? Algumas ideias para você refletir:

1-     Considere  cinco  importantes  valores que não devem "encurtar" na sua vida:

Primeiro:   “ DEUS” -

Não encurtar Deus em sua vida. Reconheça o Senhor Deus como Deus Soberano em sua vida.  Coloque Deus em primeiro lugar em tudo. Reconheça que todo esforço humano sem a presença de Deus é inútil. ( Ecl.12:13)

Segundo:  “ EU “ -

Não "encurtar" o seu potencial de vida. Reconheça que você é criação de Deus. Foi Deus que o trouxe  a existência com um propósito  eterno.  O caráter de Deus faz parte de cada ser por Ele criado. O Salmo 139 é o salmo da vida. Medite neste salmo e aproprie-se como sendo escrito para você.  Maximize todo o seu potencial.

TERCEIRO: “ FAMILIA “ -

Não "encurtar" o valor da sua familia. Família é um projeto de Deus.  O modelo de Deus para a família não muda.  O sistema do mundo tem gerado confusão e tentado destruir o que Deus criou. Valorize a sua família. Valorize o seu casamento, crendo que é uma aliança que não se rompe. Valorize o seu papel como pais,  os  agentes que Deus colocou para dar  instruções  aos filhos. Valorize a honra aos pais. Honrar é um mandamento com promessa.

QUARTO: TRABALHO -

Não "encurtar"  a importância do trabalho. Reconheça que o Trabalho é uma bênção de Deus. O trabalho enriquece o caráter, desenvolve as  nossas habilidade. Deus abençoa o trabalho diligente;  e  quem trabalha diligentemente prospera. Não incurta o caminho, os atalhos são maneira de querer chegar a lugar nenhum.

QUINTO:  RELACIONAMENTOS -  

Não "encurtar" o valor dos relacionamentos interpessoais. Deus fez o homem um ser relacional.   Se Deus ocupa o primeiro lugar em sua  vida, se você vive uma auto estima  saudável, se sua  família está  estruturada, se trabalha com prazer, seguramente, não terá dificuldades em relacionar-se com outras pessoas. Esses quesitos tornam a vida   harmônica  e prazeirosa.  Você não experimentar a síndrome do curto.

2-    Considere reorganizar a sua vida,  seu tempo e suas tarefas

O primeiro item que abordamos prioriza o que fazer da vida. Reorganizar a vida, o tempo e as tarefas  são  igualmente importante  A principal tarefa da vida é aprender a fazer três coisas básicas: a primeira,  aprender fazer o que precisa ser feito; a segunda,  delegar;  a terceira,  saber  a quem delegar.

Se você não vive  a síndrome do “curto”,  poderá  estar vivendo a síndrome do “excesso”.  Se você faz  as coisas em excesso,  não está delegando;  então, é momento de  reorganizar a vida.  Os especialistas em liderança afirmam que: a) quanto menos você faz, mais você realiza; b) quanto menos você realiza, mais  capacita outras pessoas a realizar.

3-    Considere o fato de você  estar ocupado não significa estar sendo  produtivo

Temos ouvido de pessoas frases, como “ Lutei tanto, trabalhei como louco, nada consegui”. Pessoas que lutaram tanto, honestamente, no entanto,  ao final, é  desencanto e frustração.

Agenda cheia e muito trabalho nem sempre é um indicador que estamos produzindo eficientemente.  O cientista, Ricard Koch, desenvolveu o princípio 80/20,  demonstrando que  20% do nosso esforço resultam em 80% de eficiência.  Reflita o que ele  diz em  sua tese:

“ O Princípio 80/20 declara que, normalmente, a menor parte das causas, informações  brutas ou esforços gera a maioria dos resultados, informações  processadas ou recompensas.  Tomado literalmente, isso significa que, por exemplo, 80% do que você realiza em seu emprego é resultado de 20% do tempo gasto. Assim, para todos os objetivos práticos, 4/5 do esforço despendido – a maior parte dele – é, em grande medida, irrelevante”.

Reflexão:

Pedimos para você dar uma pausa e uma boa relaxada para refletir sobre  esse tema. Se você se enquadra no  “ tudo está curto”, repense.  Repense os seus valores. Repense como você tem distribuído o seu tempo. Repense em dedicar o seu melhor para as coisas mais importantes da vida. Amem!
Por amor a Cristo!