domingo, 3 de fevereiro de 2013

POR QUE ACONTECEM TRAGÉDIAS EM FAMÍLIA?






“... E falou Caim com o seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão  e o matou”( Gênesis 4:8)



Tragédias em família não são acontecimentos recentes. O primeiro registro de tragédia familiar aconteceu com a família de Adão e Eva. O que teria tudo para ser um modelo  exemplar de família, transformou-se em uma tragédia, que nos leva a perguntar: Por quê  Caim assassinou seu irmão Abel?
 
No contexto dos dias de hoje, poderíamos atribuir esse tipo de tragédia, a alguns fatores: desestruturação familiar, ineficácia na educação, falta de limites aos filhos, separação dos pais,  etc.
 
A Bíblia tem respostas para entendermos o  que aconteceu com a família de Adão, que não  tiveram  que lidar com esses tipos de problemas, no entanto, aconteceu o primeiro assassinato da história humana e entre irmãos.

Vamos considerar três  das prováveis causas:
 
1-  Adão e  sua família não souberam  lidar com a natureza pecaminosa
“ Eis que em iniquidade fui formado, em pecado me concebeu minha mãe” ( Salmos 51:5 )

Por consequência da queda, Adão e Eva e toda sua semente passariam a  viver sob pressão de uma natureza pecaminosa. O coração passou a palpitar desejos  bons e maus. O que era igual passou a ser desigual. O  amor passou a ser concorrido  pelo ódio.  A verdade  passou a ser relativa. A devoção a Deus passou a ser rituais  motivados pela competição.

Todo nós herdamos o DNA de Adão, nascemos com a natureza  pecaminosa. Só há uma maneira de neutralizar a ação dessa natureza pecaminosa, Jesus Cristo ( 1 João 3:8).

2- Adão e sua família não souberam lidar com o pecado

“... Se bem fizeres, não haverá aceitação para ti? E, se não fizerem  bem, o pecado jaz à porta....’ ( Gn. 4.7)

A família de Adão  ao invés de rejeitar as inclinações da carne,  preferiu ir se adaptando a um estilo de vida complacente.  O casal já não tinha mais o devido respeito e amor um pelo outro, começaram achar isso normal. Como pais, preferência entre os filhos passou a ser rotina.  Elogios para  Abel, por ser caçula mimado, temperamento mais dócil, sempre elogiado pela maneira como  prestava sacrifícios a Deus; enquanto Caim, mais velho, temperamento mais impetuoso,  mais  cobrado,   só recebia palavras de desaprovação. Tudo passou a ser normal.

Lidar com o pecado não é ser complacente. Achar que é normal briguinhas do casal, desentendimentos entre irmãos, não é  normal. Grandes tragédias iniciam com pequenos desentendimentos. “O pecado jaz a porta", advertência do próprio Deus à Caim, que serve pra todos nós.

3 - Adão e sua família não souberam  lidar com as consequências do pecado
“.... E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua boca o sangue do teu irmão”

Caim fora advertido por Deus para abandonar os maus intentos do seu coração. Levou o plano adiante  e matou o seu próprio irmão. Talvez tenha pensando: matando o meu irmão estarei  me  livrando  do que mais  me  atormenta: o ciúme e a inveja. Não tinha noção do que viria pela frente, como consequência do seu pecado.

A Bíblia afirma que a consequência do pecado é a morte. Todo pecado  gera algum tipo de consequência. Consequências nos relacionamentos,   enfermidades e até a  morte. O pecado do adultério, gera morte no casamento.   O pecado da gula, gera sérios problemas na saúde.  O  pecado da deslealdade, gera quebra nos relacionamentos.

 O pecado de Caim gerou um tipo de morte:   Quando lavrares a terra, não te dará a sua força; fugitivo e errante será na terra”( Gn. 4:13). Um tipo de morte cruel,  Caim perdera o  sentido da vida. Continuava  vivo, mas morto emocionalmente, sem relacionamentos com outras pessoas e sem perspectivas de futuro. Deus disse a Caim que seria mais fácil ele lidar com os maus desejos do seu coração, que lidar com as consequências do pecado consumado. Essa advertência continua valendo.
 
Para você refletir:    
       
Não permita que o Diabo nem a sua natureza pecaminosa, elaborem planos em sua mente e coração. Podem ser fatais à sua vida. Não seja complacente com o pecado.

A boa notícia que o Senhor Jesus destruiu toda obra do diabo e do pecado. Quando pecar,  arrependa-se e confesse-o a Deus. O Senhor perdoa, purifica e não lança mais em rosto.

Por amor a Cristo!