domingo, 21 de abril de 2013

OS EFEITOS MALÉFICOS QUE CAUSAM AS PREOCUPAÇÕES




“ Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal” ( Mateus 6:34 )


Em tempos difíceis é impossível não ser envolvido pelas preocupações.  As preocupações estão tão incorporadas ao quotidiano das pessoas  que  até nos acostumamos. Pensando nos efeitos maléficos que a preocupação produz nas pessoas que o Senhor Jesus advertiu para não ficarmos ansiosos por coisa alguma, pois o Senhor Deus prometeu suprir todas as necessidades  legítimas.  

Efeitos maléficos que a preocupação pode causar a vida:

1-    Prejudica a saúde

A qualidade de vida de qualquer pessoa passa pelo seu estado de saúde. A saúde é um bem que não se pode subestimar. Só damos conta de seu valor quando a enfermidade nos abate. A preocupação gera ansiedade um dos males deste século.  A preocupação é um tipo de droga emocional, começa imperceptível e controlável, aos poucos vai sugando energia física e emocional tornando-se indomável. Primeiro a sofrer os danos é a saúde.

2-    Reduz a produtividade

Quando a saúde fica comprometida atinge a produtividade trazendo para um nível inferior. Gastamos energia emocional em algo que pode não acontecer no futuro e perdemos o foco do hoje. O Senhor Jesus adverte-nos: “ porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal ”  (Mt. 6:34b)

A preocupação do amanhã suga a energia do presente, resultando em perda de qualidade e  produtividade.

3-    Afeta negativamente os relacionamentos   

Os relacionamentos são tão importantes quanto a saúde. Quando os relacionamentos não andam bem, entre cônjuges, pais e filhos, no trabalho, produzem efeito dominó, atingindo a produtividade e a saúde. A preocupação gerada por um cuidado possessivo, por motivos de desconfiança ou sentir-se incapaz de não suprir a necessidade de outro, afetam negativamente os relacionamentos.

4-    Diminui a confiança em Deus como nosso provedor
 
“ Pois, se Deus veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, não  vos vestirá muito mais a vós, homens de pequena fé? ” ( Mateus 6:30)

Quantos   buscam o socorro divino para a cura dos sintomas e não das causas. Buscam cura física, emocional, relacionamento conjugal a beira do divórcio, filhos em rebeldia, situação crítica nas finanças, mas  não buscam  curas para  as preocupações e ansiedades  que geraram  quase todas essas consequências.  
 
As  preocupações que nos afastam de Deus  tornam-se idolatria. Demonstram falta de fé e de entendimento a respeito de Deus.  O seu efeito  é tão  maléfico que nos impede de focar nossa atenção aos verdadeiros desafios que Deus deseja que nos dediquemos.

Para você pensar:

Quantos desses efeitos maléficos vem influenciando a sua vida?  Coloque para o Senhor, substitua por  algo   que é legítimo. A preocupação imobiliza, mas o interesse por algo que é  legítimo nos leva para a ação. Amem!

Por amor a Cristo!