domingo, 5 de maio de 2013

MÃE! UMA FORÇA INTERIOR QUE NUNCA DESISTE.


 
 
“...  Porque eu a  abençoarei e também por meio dela darei a voce um filho. Sim, eu a abençoarei e ela  será mãe das nações, ...” ( Gn. 17:16)

 
 
 
O segundo domingo de maio é uma data especial e festiva.  Comemoramos  o DIA DAS MÃES.     Mãe! Uma personagem singular, única e inconfundível. Mãe! Uma força interior que nunca desiste.

De onde vem essa força interior a ponto de nunca desistir de um filho?  Vamos compartilhar o relato do nosso filho Evandro, médico pediatra, da luta de uma mãe de não desistir de sua bebê, uma história que se assemelha  com o quotidiano de cada mãe:

“ Sabe aquele momento que tudo vale apena? A hora em que a mãe com os olhos encharcados agradece por não termos desistido de sua pequena, que lutou bravamente nos dois meses de UTI? Chegou ao fundo, seus rins faliram, fracassou nas três tentativas em que insistimos que respirasse sem ajuda. Conversamos  várias  vezes sobre o provável pior desfecho. Mas escolheu o caminho inverso. Seus rins funcionaram, a infecção cedeu, a cor voltou,  e, ao oferecermos a quarta  e última tentativa de respirar por si, antes de instalar um tubo permanente na garganta, a valente de 1 ano e 6 kg. aproveitou a oportunidade com maestria e determinação. Respirou com vontade e surpreendeu a todos. 
Hoje, de laço na cabeça e  esboçando pequenos sorrisos inspirou sua mãe a nos agradecer publicamente. Nesta semana difícil, isso fez valer a escolha de minha profissão”.

Que relato comovente de luta pela vida!  Três foram as personagens que  atuaram na luta pela vida desta valente criança.  A incansável  mãe, o abnegado médico e o Deus da vida.

Nesta história de luta pela vida, todos se doaram. Convenhamos,  a mãe a que mais se doou. Se doou na gestação. Se doou nas idas e vindas ao hospital, num período longo  de sessenta dias.  Se doou nos desgastes das noites mal dormidas,   além de cuidar de suas atividades de esposa e mãe, no  lar.  Mãe! Uma força interior que nunca desiste.

O  médico,  ao ser contagiado por essa força interior da  mãe,  doou  o seu melhor para a pequena criança, não desistiu de lutar e tentou outra vez.  O tentar outra vez é que faz a diferença dos que nunca desistem.  A pequena doou a sua minúscula força, não desistiu de lutar,  se apegou na última tentativa. Uma lição de vida que nos ensina que não há limite de  idade nem circunstâncias que nos impeçam de continuar lutando pela vida.

A personagem mais importante desta história é o Deus da vida.  A pequena criança foi gerada por Ele e para cumprir um propósito aqui na terra.  As complicações de saúde contribuíram para o exercício da fé, tanto da mãe quanto do médico.  A fé é a força espiritual que aciona o impossível de Deus, diante dos desafios  difíceis da vida.  

Uma história que ensina  muitas lições de vida.  Uma delas,  que a vida é uma dádiva de Deus;  mas,  a existência da vida é uma combinação de cuidados,  de uma  fé eficaz e de cooperação mútua entre pessoas.  Quantas crianças, ou mesmo adultos, perdem a vida, diariamente, por  não contarem com essa combinação de cuidados.  Ou mesmo,  por desistirem da vida sem lutar bravamente.

Mãe!  Você é essa força que nunca desiste. Esse é um dom especial que Deus lhe concedeu. Ninguém mais o possui. Sinta-se amada de Deus, mesmo que não se sinta amada como deveria aqui na terra.
Futura mamãe! Se você tem sofrido frustrações e dor  por sofrer aborto espontâneo, questões de saúde, não desista. Tenha a força de Ana,  que não desistiu e foi mãe do grande Sacerdote Samuel .Amem!     Parabéns brava mãe! Como filhos, queremos orar por você......

Oração de benção e proteção para todas  as abnegadas mães!

“ .... Senhor, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração....” (Salmos 90:1)

“ Senhor Deus! Tu és o Deus da vida. Derrame graça sem medidas  no coração de cada mãe.  Conforte o coração daquela   mãe que sofre a perda de um filho.  Dê forças para aquela mãe, que  luta pelo resgate de um filho que está escravizado nas drogas. Por aquela  mãe que chora com seu filho na prisão, pelo filho na UTI de um hospital.  Faça de cada mãe, uma guerreira, que jamais desista de lutar pela vida de seus filhos. No nome de Jesus. Amem”

 

Por amor a Cristo!