sábado, 13 de julho de 2013

O MEDO PODE SE TRANSFORMAR NA PIOR COMPANHIA DO CRISTÃO



“... Eu, porém,vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno. Sim, digo-vos, a esse deveis temer”
 ( Lucas 12:5)

Para algumas ocasiões da vida o medo  torna-se um aliado necessário, funciona como um aviso indicando perigo à vista.  Mas o medo também pode ser transformar  na pior companhia de uma pessoa.   Para o cristão o  medo pode se transformar no   pior  inimigo da fé.  
O homem cresce e triunfa quando a sua fé supera o seu medo.  Vamos tirar algumas lições de episódios ocorridos com  Davi, que viveu um período crítico de sua vida dominado pelo pavor do  medo.

A pergunta que fazemos é:  Por que o medo  pode se transformar na  pior companhia do cristão?  Algumas situações podem acontecer:

1º- O medo  pode levar  a  uma   fuga em direção oposta a Deus.
“... E Davi levantou-se, e fugiu, aquele dia, de diante de Saul, e veio a Aquis rei de  Gate” ( I Sm. 21:10 )
 O medo sempre  nos leva em direção oposta a Deus.  Quando  Davi fugia de medo do rei Saul, caiu nas mãos do maior inimigo de Israel, os Filisteus.   É uma regra:  toda direção oposta a Deus desemboca em território inimigo.
Quantos crentes tomados pelo medo fogem da presença de Deus e caem em mãos de ferrenhos  inimigos.  Adão, por medo de Deus, se escondeu e se tornou presa fácil de Satanás. E você? Já  passou ou está passando por essa experiência?  

2º-  O medo  pode levar a buscar ajuda usando meios inescrupulosos para se  defender. 
“... Davi, porque vens só e ninguém contigo” ( I Sm. 21:1b)
Podemos até buscar ajuda em lugares e a pessoas certas. Mas a fuga abre brechas para meios inescrupulosos para nos defender. Davi tomou atitude sensata ao  buscar proteção com o sacerdote. Mas usou da mentira para justificar a fuga.  Inventou uma historia  que se encontrava numa missão secreta do rei. Esta atitude de Davi custou a morte de 85 inocentes sacerdotes . 
Todo tipo de defesa que omita a  verdade é pecado.  E todo pecado  é danoso e causa consequências até para inocentes.   Atitudes como essas,  tem levado muitos crentes a abandonar o seu posto na igreja, por conta de desavenças, disputas, buscando refúgios em outras comunidades e igrejas.  Quase sempre, as Justificativas  e os  argumentos que estão a serviço do Rei Jesus.  Quando  na verdade estão empreendendo fugas.  Qual é  o problema?  Pode custar a vida de muitos pecadores que não se convertem por mal  testemunho.

3º-  O  medo pode  levar  a se unir com más companhias.
“... Ajuntaram-se a ele todos os homens que se achavam  em aperto, e todo o homem endividado, e todos os amargurados de espírito, e ele se fez  chefe deles,; e eram com eles uns quatrocentos homens” ( I Sm. 22:2)
 Assim que começam as gangues. As gangues são formadas de  pessoas que estão em aperto, amarguradas de espíritos, marginalizadas.  Levanta um líder  e forma um grupo organizado do crime.
Davi, um homem ungido por Deus para ser rei em Israel, viveu os seus piores dias da sua vida. Em aperto, amargurado de espírito, com inimigos por todos os lados,  se une a um grupo de homens que vivem a mesma situação e  passa a ser chefe deles. Forma uma quadrilha de homens    maus resolvidos na vida.
Um dos  documentários  “ Os  Infiltrados”,  é uma dura realidade que vivemos no meio evangélico.  Pessoa não bem resolvida na vida, chefiando  outras pessoas  não resolvidas, com objetivo de   explorar  a fé de  tantas  outras pessoas  não resolvidas.

4º-  O medo pode  levar a    conformar-se  com o fracasso.
“...   fiquei com medo e por isso escondi o seu dinheiro na terra.  Veja! Aqui está o seu dinheiro” ( Mt. 25:25)
O medo de fracassar novamente tem imobilizado muitas pessoas.  Experiências  negativas,  não resolvidas e não tratadas,  podem levar a um tipo de vida desqualificada ou improdutiva.  Os  vencedores não são aqueles que nunca falham  mas os que nunca desistem.

Para sua reflexão:
Ninguém melhor que Deus para entender os seus medos e  sentimentos.  Você encontrará na Bíblia, 365 expressões “ não temas”.  Uma para cada dia do ano.   Encha a sua mente do  “não temas”, de Deus.  Firme-se nessas promessas.  Amem!

Por amor a Cristo!