sábado, 20 de julho de 2013

QUAL A DIFERENÇA ENTRE O QUE SERVE E O QUE NÃO SERVE A DEUS?

“... Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o perverso, entre o que serve a Deus e o que não serve “  ( Ml. 3:18)
O tema é uma indagação que nos conduz a uma honesta reflexão: Qual a  diferença  entre o que serve e o que não serve a Deus? Vamos ponderar algumas situações que podem nos ajudar a  compreender nosso verdadeiro papel de cristão:
 
1ª- O que serve a Deus tem  necessidade de uma vida devocional a sós, ele e Deus. " TSD "
"... A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã" ( Sl.130:6)
Numa situação de eminente risco num vôo, o adulto acompanhado de uma criança é orientado pela tripulação a colocar a máscara de oxigênio primeiro em si, e depois na criança. O motivo  é que se   o adulto for tentar  colocar primeiro na criança, ela poderá reagir e não aceitar. Uma perda de tempo suficiente que poderá levar a morte de ambos. Uma regra de sobrevivência: primeiro cuide de si, depois dos outros.
Essa é uma regra válida para nossa vida devocional com Deus. Quando não cuidamos primeiro de nossa necessidade espiritual, ficamos vulneráveis tanto quanto aos que precisam de nós. Podemos  até estar servindo a Deus, mas sem o oxigênio do amor, da fé  e da graça de Deus, perecemos juntos.

2ª- O que serve a Deus tem o compromisso de cuidar de sua família em primeiro lugar.
“... Ora se  alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente” ( I Tm. 5:8)
Negligenciar o compromisso de cuidar de sua família é o mesmo que estar se descredenciando em servir a Deus.   Cuidar da família é compromisso de aliança com Deus. Foi assim com Noé e será assim com cada um de nós:   “ Mas contigo estabelecerei a minha aliança; e, entrarás na arca, tu e os teus filhos, tua mulher e as mulheres de teus filhos contigo” ( Gn. 6:18).   Noé serviu a Deus 120 anos na construção da arca, contudo  cuidou e preservou a sua família.
O cristão deve ser um diferencial  importante, para que o mundo saiba quem serve e quem não serve a Deus. Deve preservar o modelo de família  bíblico que diferencia  o modelo que o mundo está reproduzindo. Tem muitas pessoas servindo a Deus, no entanto, não preservam e não cuidam de suas famílias. A Bíblia diz que  quem não cuida de sua própria casa é pior do que o descrente.

3ª- O que serve a Deus vive uma vida financeira no sistema de Deus
“...  Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e as riquezas” ( Mt. 6:24)
A Bíblia não fica alheia as questões financeiras. São mais de 2300 versículos que tratam sobre dinheiro. O Senhor Jesus dedicou boa parte do seu  ensino advertindo sobre o perigo de colocar o coração  nas riquezas e ficar escravizado pelo sistema de mamom.

É engano pensar que o poder e a riqueza quando não dedicados a Deus, não oferecem riscos a fé. O que serve a Deus deve viver na completa dependência dEle.  O dinheiro é  importante, mas não deve ocupar o primeiro lugar de nossa vida .  Deus é a nossa fonte de recursos.
Quantos servem a Deus, mas são gananciosos, avarentos, gastam os recursos  que Deus lhes dá e não  priorizam  o Reino de Deus.  Não serão vistos como pessoas piedosas e que verdadeiramente servem a Deus.
 
4º- O que serve a Deus cuida e age como  defensor do meio ambiente
“... Tomou, pois, o Senhor Deus o homem e o pôs no jardim do  Éden, para o lavrar e guardar”
 ( Gn. 2:15
O assunto meio ambiente vem tomando consciência na humanidade.  Uma  iniciativa embora  tardia mas ainda se pode fazer algo pelas futuras gerações. Deus ao criar a natureza entregou a Adão uma ordem de guardar.  Cuidar do meio ambiente não  é apenas  uma questão de cidadania mas de mordomia,  prestaremos contas a Deus.
Não se  trata de obrigação de governo mas de todo cidadão. Precisamos nos reeducar e ensinar nossos filhos e netos  a cuidar e  a preservar o que Deus criou como sendo  parte de nossa própria vida.
Reflexão:
Poderíamos elencar outras questões relevantes como cuidar da nossa saúde,  estar mais presente no dia a dia de nossa comunidade, etc...  Os que compartilhamos são motivos suficientes para uma reflexão:  Como o mundo está me vendo?   A maneira como estou servindo a Deus e as pessoas diferenciam das pessoas que não servem?
 Pense nisso! Deus abençoe sua vida.