domingo, 6 de outubro de 2013

UMA LIDERANÇA EFICAZ PODE SER INVALIDADA POR UMA VIDA PESSOAL INEFICAZ!

 
 
 
  Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça” ( Ecl. 9:8)
 
 
 
 
Uma liderança eficaz  é a grande exigência do mundo moderno. Mas uma vida pessoal ineficaz pode colocar tudo a perder.  Vamos tomar como exemplo a vida do rei Salomão. A sua história de vida é um grande legado de aprendizado para quem deseja ser um líder eficaz e preservar uma vida pessoal aprovada. 
A vida e historia do sábio rei Salomão, infelizmente foi marcada por dois momentos.  O primeiro momento, ainda  muito jovem foi coroado rei de Israel, sucedendo o seu pai o Rei Davi.  Buscou a Deus em oração  e pediu sabedoria para governar.  O Senhor Deus além da sabedoria  concedeu-lhe  riqueza e fama.
Ao término da construção do suntuoso  templo em Jerusalém, fez uma oração de consagração a Deus,  cujo teor,  tornou-se  um padrão para todo o líder que desejasse desempenhar suas funções, com responsabilidade e temor a Deus.

 Destacaremos quatro  importantes pedidos na sua oração:

1-    A presença constante de Deus
“... O Senhor, nosso Deus seja conosco, como foi com nossos pais; não nos desampare e não nos deixe”( I Reis 8:  57 )
Uma  consciência que a presença de Deus não poderia faltar na sua vida e  nem do seu povo. Essa consciência  é fundamental na vida do  líder que tem a responsabilidade de conduzir o povo do Senhor.

2-    O desejo de fazer a vontade do Senhor em tudo
“Inclinando a si o nosso coração, para andar em todos os seus caminhos e para guarda os seus juízos que ordenou a nossos pais”
( I Reis 8.58)
Desejar fazer a vontade do Senhor em tudo  é a oração mais sábia  de cada líder cristão. Os recursos humanos são importantes mais não substituem  submeter-se à autoridade  soberana de Deus. 
 
3-    Ajuda divina para cada necessidade e decisão
“... E que estas minhas palavras com que supliquei perante o Senhor, estejam perto, diante do Senhor, nosso Deus, de dia e de noite, para que execute o juízo do seu servo e o juízo do seu povo de Israel, a qual no seu dia “
( I Reis 8.59)
Liderar a própria vida é o primeiro passo para uma liderança eficaz.   Não buscar ajuda divina para cada decisão a ser tomada,  não ser diligente  nas  decisões e  subestimar as pequenas causas tornam uma liderança pessoal  ineficaz.

4-    Expansão do Reino de Deus para o mundo inteiro
“... Para que todos os povos da terra saibam que o Senhor é Deus e que não há outro” ( I Reis 8.60)
O líder eficaz vê o mundo como desafio de conquista. A oração de Salomão foi mais além do que uma simples conquista. Para que o mundo todo conhecesse o Deus de Israel. Uma oração que todo líder e igreja precisam fazer.
 
O segundo momento da vida e história de Salomão não tiveram páginas brilhantes como as escritas nos primeiros anos de sua vida.  “O livro de ‘Eclesiastes” contém uma análise das suas experiências e uma conclusão sobre o verdadeiro significado da vida.
Salomão ao pedir sabedoria divina para governar, esqueceu-se também de pedir sabedoria divina para aplicar à sua própria vida.  Ao final dos seus anos concluiu que uma liderança eficaz pode ser invalidade por uma vida pessoal ineficaz. 
Com coragem faz a seguinte conclusão de sua própria vida:
1-    É inútil procurar os prazeres efêmeros da vida em vez de construir um relacionamento com o Deus eterno.
2-    A busca desenfreada por prazer, prosperidade e sucesso a qualquer custo é, em última análise, frustrante. Nada neste mundo pode preencher o vazio e satisfazer o profundo desejo de nosso irrequieto coração.  O vazio é do tamanho de Deus.
3-    A confiança nas habilidades e sabedoria humana é vã, decepcionante.
4-    Todo que o homem conquistar debaixo do sol é pura vaidade, correr atrás do vento e termina com a morte.
5-    A sabedoria e a ciência humana, não são capazes de encontrar respostas para todas as coisas, são limitadas e contraditórias.  

Refletindo:
Uma liderança eficaz pode ser invalidade por uma vida pessoal ineficaz, quando:
a-   Não reconhece que os esforços humanos sem a presença de Deus tornam-se inúteis ( Seu. 127.1)
b-    Deus não ocupa o primeiro lugar em sua vida ( MT. 6.33)
c-    Não reconhece que as coisas boas da vida são dádivas de Deus.
Por amor a Cristo!