sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

O CASAMENTO É UM SÍMBOLO VIVO DE CRISTO E A IGREJA!


“ Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a Igreja e a si mesmo se entregou por ela.
(Efésios 5:25)
O casamento e a Igreja são duas instituições que tem algo em comum. Ambas foram instituídas por Deus. Tanto o casamento quanto a Igreja geram famílias. E família é projeto de Deus. Por essa razão, Satanás, luta com todas as suas forças para enfraquecer essas duas obras primas da criação de Deus.

1.  Qual a definição de casamento? Basicamente é:  “ A  união de um homem com uma mulher, com votos sagrados de viverem juntos em  aliança incondicional,  até que a morte os separe”.
Quais são as bases de sustentação do casamento?:
1-      O próprio Deus, criador do casamento.   ( Gn. 2: 18;21-24)
2-      Um romance permanente  (Gn. 29: 18 e 20; 35:19,20; Ef. 5:25).
3-      Uma aliança irrevogável.( Mt. 5:32).
4-      Nutrido nos princípios práticos do amor, não em sentimentos ( I Co 13)
  
2. Qual a definição de Igreja? De uma forma simples definimos, assim: “Um grupo de pessoas, regeneradas em Cristo Jesus; que se propõe a viver um cristianismo  vivo e autêntico; que cause impacto na vida de outras pessoas; não se conformando com o sistema do mundo”. 
Quais são as bases de sustentação da Igreja?:
1-      O próprio Deus, a maior prova de doação.  ( Jo 3.16)
2-      O próprio Jesus  Cristo,  dá à vida  pela sua Igreja. ( Ef. 5:25)
3-      Aliança indissolúvel entre Cristo e a Igreja.  ( Ef. 5:23)
4-      Baseado no amor sacrificial. (I Co 5:7. b)

3.  Satanás luta para enfraquecer  a “instituição casamento”  como meio
      de enfraquecer a "  Instituição Igreja"
Não é uma luta que começou na era cristã. Com a Nação de Israel essa luta já era travada. O casamento do profeta Oséias, com uma mulher estranha e de vida duvidosa, é uma história de amor, real e  trágica. Como muitas história de amor, que acabam em tragédias por conta de traição, adultério e afastamento de Deus.
O casamento é a forma legítima, estabelecida por Deus para unir um homem e uma mulher, para formar um novo núcleo familiar.   Casamentos de cristãos, fora dos padrões de Deus, abrem brechas para práticas mundanas, que vão inevitavelmente enfraquecer a Igreja.  Deus quis mostrar, no casamento de Oséias, que um casamento contaminado pelas práticas pecaminosas do mundo, provocam à Sua santidade .  

4.  Satanás luta para enfraquecer a   “Instituição  Igreja”, como meio de enfraquecer
     a  família.
Satanás é sujo mais não é  burro. A meta de Satanás não é apenas atingir o casamento, mas toda a família. A igreja é um conjunto de pequenas famílias, que formam uma grande família. Satanás não suporta a ideia de família. Quando a igreja perde o seu foco, de preservar os valores familiares, e do casamento, torna-se uma instituição enfraquecida, sem poder, para defender  os seus valores. A família perde o seu referencial espiritual, ficando à deriva dos ventos que assopram de todos os lados.

5.  As consequências de um casamento e de uma Igreja enfraquecida:
5.1  Casamento enfraquecido, brecha para o divórcio.
Divórcio é a quebra de um voto, de um compromisso. Precisamos entender, que há situações extremas,  em que o divórcio é justificável. Exemplo: A incredulidade extrema de um dos cônjuges,  além de ser um anticristão professo, proíbe o cônjuge a professar à sua fé. Outro exemplo, a prática consciente de uma vida de luxúria e prostituição. Mesmo assim, Deus coloca uma graça especial para suportar, por amor à Cristo. Mas Deus, entenderá esse divórcio.  Deus jamais  romperá a sua aliança,  entretanto,  as consequências do divórcio serão inevitáveis.

5.2   Igreja enfraquecida, brecha para divórcio.
A igreja também pode  se divorciar, quando quebra o voto de fidelidade à Deus. Entre, o pastor e a Igreja, também  pode acontecer o divórcio. O pastor, é o representante  Cristo, no cuidado do rebanho do Senhor. Quantos divórcios acontecem por conta de vaidade do pastor, em namorar uma igreja “melhor" ou  mais "atraente"? Quantos divórcios, entre lideres e pastores, por motivos carnais?  O fim do casamento, de um pastor com uma igreja,  não termina  com a morte de um dos dois. Entretanto,  muitos desenlaces, acontecem por conta de motivos banais e carnais,  como em muitos casamentos.

5.3  Família enfraquecida, brecha para divisão e contendas
Assustador a quantidade de  famílias que vivem  em pé de guerra.  O respeito, passou a ser um produto de luxo. O divórcio é o principal causador de divisão familiar. A divisão começa na partilha dos bens, na guarda dos filhos, e feridas profundas que levam no coração.
A falta de devocionais na família, o descompromisso com a Obra de Deus, são fatores importantes que contribuem para esse quadro crítico familiar. Pais irônicos, que  provocam iras nos filhos, causando filhos rebeldes e que se afastam da igreja.

5.4  Igreja enfraquecida, brecha para divisão e contendas
Já dissemos que igreja é uma grande família, composta de pequenos núcleos familiares.  As  divisões e contendas, na igreja, via de regras são reflexos de divisão e contendas no seio familiar. Famílias saudáveis, igreja saudável. Igreja saudável, famílias saudáveis. Os divórcios que acontecem na igreja, também é um fator importante para provocar divisão e contendas. Uma saída de um pastor, de forma constrangedora, sempre deixa uma brecha para divisão e contendas. Uma liderança autoritária e insensível, provoca rebeldia, nos mais jovens, que atingem os pais, causando divisão na igreja.  Pais, que vivem um modelo aparente de santidade, na igreja, e no ambiente familiar, comporta-se como um tirano.  São brechas que vão causando motivos de divisão e contendas.

Reflexão:
Seja qual for a situação que você se enquadre, acredite no casamento, na família e na igreja. Essas instituições jamais serão aniquiladas, pelo inimigo. Há um seguro de proteção:  Esse seguro, chama-se -  DEUS!  Se estamos falhando em nosso casamento, como família e como igreja,  é hora de nos arrependermos, buscar o perdão de Deus e retomar o caminho que Deus traçou! Amem!

Por amor a Cristo!