domingo, 2 de fevereiro de 2014

DE VOLTA A CHAMA DO PRIMEIRO AMOR!


“... Tenho  porém, contra ti que  deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei a tirarei do seu lugar o teu castiçal , se não te arrependeres”
(  Apc. 2:2,5 )
O tema que  vamos abordar merece uma parada e uma boa reflexão - De volta  a chama do primeiro amor! A relação entre o  Cristão e Jesus Cristo deve ser tão apaixonante como deve ser a de um esposo  em relação a sua esposa quando se casam.

Esse  amor apaixonante se acaba quando não alimentado todos os dias. Os casais que não cultivam a chama do primeiro amor,  com o tempo a relação vai se esfriando podendo chegar a separação.   A relação do crente com o Senhor Jesus Cristo não é diferente. Cada dia, deve ser cultivado para não dar lugar a frieza e abandono da fé.

 Destacaremos alguns sintomas importantes que sinalizam quando o crente não está vivendo a chama do primeiro amor:

1º-  Não ter o mesmo prazer pela Palavra de Deus
“...Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia” ( Sl. 119:97)
Quando o crente perde o prazer de se deleitar na Palavra de Deus, não está vivendo mais a chama do primeiro amor. O seu estado espiritual está nivelado aos dos ímpios, sujeita-se aos mesmos fracassos e pecados. A Palavra de Deus nos torna sábios nos qualificando nas tomadas de decisões importantes.  Quando perdemos o  prazer pela Palavra de Deus, abandonamos o primeiro amor e estamos permitindo que Deus retire o castiçal de autoridade e de poder profético para falar em Seu nome.

2º-  Não ter o mesmo prazer em orar
“... Perseveraram em oração, velando nela com ação de graça;” ( Col. 4.2 a.)
A oração é um ministério dado ao crente que não de ser negligenciado.  Orar é um mandamento de Deus. O crente deve ser perseverante e jamais desistir em orar. Quando o crente perde o prazer pela oração,  porque não vive mais  a chama do primeiro amor.  Deus pode retirar o castiçal de poder de sua vida.   Não são poucas a orações frias, sem poder que  não chegam mais ao coração de Deus.
3º- Não ter o mesmo prazer em ofertar
“...  E o povo se alegrou do que deram voluntariamente; porque, com coração perfeito, voluntariamente deram ao Senhor; e também o rei Davi se alegrou com grande alegria” ( 1 Cr 29:9)
Somente os crentes de coração perfeito sentem prazer em ofertar ao Senhor. Fazem com liberalidade e até de forma sacrificial.  A atitude de ofertar é mais importante que a quantia ofertada. O crente não tem que se envergonhar pela pequena oferta que pode dar. O importante não é permitir que a falta de fé o impeça de ofertar alegre e generosamente.  O crente que fecha o coração para ofertar a Deus é uma clara evidência que não  vive mais a chama do primeiro amor. Deus pode retirar o Seu castiçal de bênção financeira da sua vida. Fechar as janelas dos Céus.
4º-  Não ter o mesmo prazer em ir a Igreja
“... Alegrei-me quando me disseram: Vamos a casa do Senhor” ( Sl. 122:1)
Que saudades dos tempos passados!  Havia uma paixão nos crente  para ir a Igreja, participar dos cultos. Nada impedia! Nem a chuva, a escuridão, a distância, a poeira, absolutamente  nada! Quando  o crente perde o prazer de ir a Igreja, preferindo  assistir o culto pela Internet, ou outros programas seculares, precisa refletir  que não está vivendo a chama do primeiro amor. Ingressa  na categoria dos crentes “ SSC ”- salvo e  Sem Compromisso. Está permitindo Deus  retirar o Seu castiçal de sua vida.  

5º-  Não ter o mesmo prazer de testemunhar de sua fé
“Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus” ( Atos 20:24)
O testemunhar a fé é a resposta de gratidão por ter sido resgatado pelo  evangelho da graça de Deus.  Paulo considerava que a sua vida não tinha nenhum valor se ele não a usasse para a obra do evangelho de Jesus Cristo. Se não temos esse mesmo prazer de Paulo,  perdemos a chama do primeiro amor. O castiçal pode ser retirado sua vida, tornando-o desautorizado a representar o Senhor Jesus na terra.
Refletindo:
Se você se aprofundar mais encontrará muitos outros motivos que podem levar Deus a retirar o Seu castiçal da vida do crente. E você? O que o Espírito Santo está lhe mostrando? Em que área de sua vida você perdeu o prazer, a chama do primeiro amor,  e sua vida não faz mais nenhum diferença? Reviva a chama do primeiro amor! Busque ajuda do Espírito Santo e de pessoas comprometidas que estão buscando reviver a chama do primeiro amor. Amem!

Por amor a Cristo