domingo, 30 de março de 2014

VIDA COM PROPÓSITO : RESPONDE NOVE PERGUNTAS VITAIS DA VIDA.

“ Que posso eu oferecer a Deus, o Senhor,
por tudo de bom que ele me tem dado?
( Sl. 116:12)

A vida não é obra do acaso, existe uma razão de ser. Por mais que pareça contraditório o que temos sido com o que Deus diz que somos, não nos dá o direito de fazer da vida o  que acharmos ser. 

Preparamos um acróstico com a palavra PROPOSITO,  cada letra corresponde a uma pergunta vital para quem busca viver uma  vida com proposito.

P
PARA QUÊ EU EXISTO?
R
REQUER A VIDA O QUÊ DE MIM?
O
OBSERVO AS OPORTUNIDADES QUE APARECEM DIANTE DE  MIM?
P
PROMOVO A MIM MESMO OU A OUTRAS PESSOAS?
0
O QUE FAÇO TEM VALIDO A PENA LUTAR?
S
SACRIFICO AS MINHAS VONTADES PESSOAIS POR UMA CAUSA COLETIVA?
I
IDENTIFICO OS MEUS PONTOS FRACOS?
T
TENHO UM CORAÇÃO DE SERVO?
O
OFEREÇO A DEUS O MELHOR DE MIM?

Cada indagação exige uma resposta  coerente com a sua prática cristã.

1-- PARA QUE  EU EXISTO?
Esta  deve ser  a mais importante  indagação  do ser humano. Qual propósito existo?
Nenhum ser humano é obra do acaso. Cada   indivíduo   possui   uma   identidade única. Se você tem dúvida quanto a isso  veja o que diz o Salmo 139:11 “Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe”. “ Os  teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir” (v.16). É impossível alguém passar desapercebido por Deus nesta vida. “Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim” (v.5).

2--   REQUER A VIDA O QUÊ, DE MIM?
Se não somos obra do acaso e possuímos uma  identidade própria,   a vida exigirá  algo específico,  de cada  um   de nós.  O quê a vida requer   de mim? Não nascemos para fazer qualquer coisa , nem tão pouco  substituir a vida de outro. Nascemos com uma Identidade e um destino a cumprir.  A vida é bela para quem a faz  bela. Mas a vida é implacável na  prestação de contas.  Quem seguir o ritmo  da musica   “deixa a vida me levar”,  terá  uma  grande surpresa ao final dos anos.  É impossível enganar a Deus.  “Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso; todos os meus caminhos são bem conhecidos por ti” (v.3). Você tem consciência disso?
 
3--  OBSERVO AS OPORTUNIDADES QUE APARECEM DIANTE DE MIM?
As oportunidades   dificilmente aparecem   etiquetadas.  Elas aparecem para pessoas  conectadas  com a vida. Os desatentos e alienados não  são capazes de observar as oportunidades que aparecem aos seus olhos; vivem na dependência da sorte,  ou de uma mãozinha amiga.  Veja o que diz,  Walter P. Chrysler:  “ O motivo pelo qual tanta gente nunca chega a lugar algum na vida é porque   quando a oportunidade  bate à porta, ela está fora, no quintal, procurando trevos de quatro folhas”.  Em outras palavras navegando no mundo das fantasias.

4--  PROMOVO A MIM MESMO  OU A OUTRAS PESSOAS
"  Não  se esforce para se posicionar-se  diante da luz dos refletores; não abra caminho aos empurrões para atingir um lugar de proeminência. É melhor ser promovido a um lugar de honra do que enfrentar a humilhação de ser rebaixado ”  ( Pv, 25.6-7 –Tradução livre).  
 
A auto promoção nunca foi nem será o melhor caminho para galgar posições na vida. O texto Bíblico de Provérbios não deixa nenhuma duvida.  Se quisermos um exemplo digno de ser imitado  é o  de  João Batista.  Seu ministério:  preparar o caminho para Jesus.  Quando Jesus iniciou o seu ministério, João Batista ocupou-se em sair de cena para que Jesus aparecesse. São palavras dele:  “ Ele tem que ficar cada vez mais  importante, e eu, menos importante” ( João 3:30). E Jesus, ao referir-se,  a João Batista, fez a seguinte declaração “  Eu afirmo a vocês que isto é verdade: de todos os homens que já nasceram, Joao Batista  é o maior...” (Mateus 11:11). Sem buscar nenhuma promoção pessoal, foi promovido por Aquele que ele mesmo ajudou a promover.

5--   O  QUE FAÇO TEM VALIDO A PENA LUTAR?
O apóstolo Paulo é outro exemplo digno de ser imitado.  Sua conversão interrompeu um ciclo de obras mortas para iniciar um novo ciclo de uma vida com propósito.
“ Não estou querendo dizer que já consegui tudo o que quero ou que já fiquei perfeito, mas continuo a correr para conquistar o premio, pois para isso já fui conquistado por Cristo” ( Fp. 3:12).  Tinha plena  consciência do valor do seu trabalho e o premio que o aguardava. Essa consciência cada cristão precisa ter.  As nossas obras passarão pela prova do fogo?  A pergunta é bastante oportuna: O que faço  contribui  para Obra que Cristo conquistou na cruz? Se sua resposta for sim, vale a pena lutar.

6 - SACRIFCIO AS MINHAS VONTADES PESSOAIS POR UMA CAUSA COLETIVA?
"Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim...” (Gl. 2:20).
A vida cristã é comunitária,  é  corpo,  é comprometimento.  A personalidade é preservada, mas as vontades pessoais ficam em segundo plano quando se trata de um bem coletivo. O crente que não vive essa percepção precisa rever seu propósito de vida.
7 -    IDENTIFICO OS MEUS PONTOS FRACOS?
Cada pessoa tem o seu ponto forte e o seu ponto fraco. Tanto um quanto outro precisam estar no controle do Espírito Santo. Identificar os pontos fracos é importante para fortalecê-los, no Senhor; para  não ser surpreendido,  pelo inimigo.   Você conhece os seus pontos fracos? Como tem lidado com eles?   Sansão, juiz dos Hebreus, seu ponto fraco  era mulheres;  não soube lidar com sua fraqueza,   acabou destruindo o seu ponto forte, a sua força, e a sua  promissora carreira.

8 -  TENHO UM CORAÇÃO DE SERVO?
A vida cristã não é um concurso para buscar proeminência e o melhor lugar no Reino de Deus.  O maior  exemplo  foi do próprio Senhor Jesus, quando disse: “ Porque até o  Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente” ( Mt, 20:28). A expressão de Jesus “até..”  é um amaneira contundente de dizer que nem mesmo ele, o Filho de Deus,  estava dispensado da condição de servo. O cristão que não esteja submetendo a um coração de servo precisa rever o seu propósito de vida.

 9 -  OFEREÇO A DEUS O MELHOR DE MIM?
As preocupações do mundo, a ansiedade ,  os prazeres,  são concorrentes fortes que tem sugado  o  melhor de muitos cristãos.  Essa questão  o Senhor Jesus trata com muita clareza no cap. 6 de Mateus.   Conclui sua exposição dizendo:  “ Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e ele lhes dará todas essas coisas” ( Mt. 6:33 ). O cristão que não esteja alinhado a esse ensinamento de Jesus precisa rever o seu propósito de vida.

Refletindo:
Como você se saiu no teste? As nove indagações de uma vida com propósito faz sentido para a sua vida? O que  precisa ser mudado? Busque ajuda  do Espírito Santo, de pessoas  comprometidas com Deus , realinhe a sua vida para o propósito que o Senhor destinou a você. Amem!

Por amor a Cristo!