domingo, 8 de junho de 2014

AS PROMESSA DE DEUS SÃO DESAFIADORAS VÃO ALÉM DAS POSSIBILIDADES E LIMITAÇÕES HUMANAS

 
 
“ E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma benção” “ Gn. 12:2)
 
 
As promessas de Deus são tão desafiadoras quanto desafiador é acreditar em algo em que as condições humanas são desfavoráveis.  Deus dá uma promessa gigantesca para Abraão que  pensando bem, do ponto de vista humano  impossível de realizar.  A história de Abraão e de sua mulher Sara nos ensina muitas lições de vida:

1—As realizações das  promessas de Deus independe das possibilidades e das limitações humanas.
 Quando Abraão e Sara  foram desafiados a ser pais de  uma grande nação, ser  famosos, eles  já estavam  com  os seus 75 e 65 anos de idade.   E para complicar mais ainda, Sara era uma mulher estéril. Haja fé diante de tantas limitações humanas! 

2--  As promessas de Deus são tão empolgantes que desafiam a nossa fé, mesmo  sendo  pequena e inconstante.
O casal Abrão e Sara, não se intimidou com as limitações.  Empolgados em ser famosos e pais de uma grande nação, partiram em direção à conquista da promessa, confiantes em um futuro promissor.  
Uma linda lição de vida, não importa se nossa fé é pequena e inconstante, o importante é a obediência ao Deus poderoso que dá  a ordem para  partirmos.
Deus pode estar levando você a um lugar para realizar algo de grande valor para Ele. Com Abraão e Sara, Deus planejou desenvolver um grande projeto nacional - Uma nação que a chamaria de “ meu povo”.  E para você?
 
3- A forma como lidamos  com as  dificuldades é determinante para obter os resultados  que Deus deseja a cada um de nós. 
Abraão, Isaaque e Jacó, enfrentaram problemas de esterilidade com suas esposas. Cada um reagiu de forma diferente ao lidarem com as  dificuldades de não gerar filhos. 
- Abraão, escolheu a prática pagã que permitia que uma escrava substituísse a esposa, em caso de esterilidade. Sara, permitiu que sua escrava, Agar,  tivesse relação sexual com  seu marido, Abraão ( Gn 16:2).  Abraão abriu a porta para a amargura e o ciúme no relacionamento familiar. O nascimento de  Ismael trouxe mais problemas para o casal  que solução.  Deus não planejou isso. O impossível de Deus não precisa de ajudinha humana.

- Isaque, fez a escolha certa. Orou a Deus por sua esposa e Deus respondeu as suas orações  ( G. 25:21).  Isaque  foi  melhor sucedido que o seu pai.  Não teve que lidar com ciúmes e amarguras na família.

- Jacó,  não seguiu o exemplo de seu pai e preferiu agir como seu avô. Teve vários filhos com as servas de suas esposas ( Gn. 29 e 30). Consequencias, muita disputa, ciúmes, inveja, tristeza e amargura no relacionamento familiar.

 São exemplos que nos ajudam entender, que podemos estar gerando  filhos biológicos  e filhos  espirituais,  fora dos padrões de Deus.  Olhe a sua volta e constate você mesmo, quantas famílias passando por grandes lutas, por conta de escolhas feitas nos padrões do mundo e não nos padrões de Deus.  Optaram pelo padrão do mundo no que se refere ao casamento e  na forma em educar os filhos.
Quantas igrejas passando por lutas, por conta de gerar filhos espirituais que não foram ensinados e disciplinados a viverem os padrões cristãos genuínos.  

O fato de um costume ser socialmente aceitável numa sociedade, não significa que seja sábio ou correto aplicar em nossa vida. Deus preparou algo melhor para se viver!

Refletindo:
Um grande projeto nasceu no coração de Deus com dimensão Universal: Uma Igreja que Confesse que Jesus Cristo é o Senhor!
Você faz parte desse grande projeto de Deus.  Assim como Jacó sucedeu a Isaque, que sucedeu a Abraão, você certamente  está sucedendo alguém neste grande projeto – chamado Igreja de Jesus.   O sucesso da Igreja vai além do tamanho de nossa fé e de nossas limitações humanas. Deus conta com a obediência daqueles que são chamados para realização  dessa grande Obra., Amem!
Por amor a Cristo!