domingo, 24 de maio de 2015

DINHEIRO: O LADO BOM E O LADO RUIM NO CASAMENTO


"...Quem ama o dinheiro jamais terá o suficiente; quem ama as riquezas jamais ficará satisfeito com os seus rendimentos
Isso também nãofaz sentido" ( Eclesiastes 5:10)   

Na vida sempre haverá dois lados, o bom e o ruim. Com o dinheiro não é diferente sempre haverá o lado bom e ruim da moeda. O casamento é o mais afetado quando esse lado ruim não é compreendido. A Bíblia relata uma variedade de decisões financeiras  ruins. Sempre motivado por desejos egoístas, avalizado por uma teologia da prosperidade que em muitos aspectos afrontam os fundamentos da Palavra de Deus. O dinheiro não é bom nem ruim dependerá o que fazer dele.

O LADO BOM DO DINHEIRO NO CASAMENTO 

1-      REALIZAR OS SONHOS E PROJETOS LEGÍTIMOS DO CASAMENTO.
Todo jovem casal leva para o casamento projetos e sonhos legítimos para serem conquistados ao longo dos anos. Trabalho árduo e um bom planejamento familiar é possível conquistar o que sonhou. Deus tem todo interesse em abençoar seus filhos com bens materiais. Esse é lado bom do dinheiro no casamento.

2. BUSCAR O MELHOR DE DEUS PARA O CASAMENTO E A FAMILIA.
Nenhuma pessoa em sã consciência escolhe o pior para si e para sua família. Nem todas  sabem que o coração é enganoso. A maioria é  atraída  por desejos gananciosos e falsas aparências. Um exemplo bíblico o de Abraão e seu sobrinho   ( conheça essa historia em Genesis 13:10-17 ). Ló escolheu pelos olhos da ganancia. Enquanto Abraão ouviu o que Deus tinha de melhor para ele. Um pouco mais adiante da historia, vamos encontrar a mulher de Ló se transformando numa estátua de sal. Porque os seus olhos estavam atraídos pelos prazeres de Sodoma ( Gn. 19:26). Buscar o melhor de Deus é garantia de vida abençoada e segura.

3. PODER INVESTIR NO REINO DE DEUS.
Esse deveria ser um lado bom do dinheiro. Poder investir na expansão do Evangelho no mundo. A família deve saber que está a serviço de Deus na terra.  Com esse propósito, Deus tem interesse em abençoar financeiramente as famílias comprometidas com o seu Reino. Em seu plano de provisão para o povo escolhido, Israel, estabeleceu um décimo de tudo que possuíam para manutenção do templo e dos levitas a serviço do Reino. Enquanto eram fiéis, na entrega dos dízimos e das ofertas, as “janelas dos céus” permaneciam abertas e o povo prosperava. O princípio não mudou continua no período da Graça. As estatísticas apontam poucas famílias cristãs estão comprometidas em investir no Reino de Deus.

4. ACUMULAR TESOUROS NO CÉU.
Neste quesito infelizmente há pouco entendimento espiritual por parte de muitos crentes.  Como saber se estou acumulando tesouros no Céu? Um teste prático: tudo aquilo que invisto que não pode ser roubado, depreciado pelo tempo e sujeito a prejuízo. Você  sabe  que  aqui na terra isso é impossível. Como fazer  para acumular tesouros no Céu?  Investir tempo, talentos e recursos financeiros para ganhar almas para o Céu.  A Bíblia diz que quem ganha almas é sábio ( Pv. 11:30). Uma alma vale mais do que o mundo inteiro ( Mt. 16:26). Incluir um pecador perdido, no rol dos salvos, é acumular tesouros incalculáveis no Céu. Esse  é o  melhor investimento, o  lado bom do dinheiro.

5. APRENDER A SER UM MORDOMO FIEL.
A fidelidade é um processo de aprendizado que começa na infância. A Bíblia diz que quem não é fiel no pouco não será no muito. Isso se aprende desde cedo na vida. Os pais tem essa obrigação de viver e ensinar aos filhos. A criança que aprende ofertar a Deus uma moeda de sua pequena mesada não  terá dificuldade de entregar milhões a Deus na vida adulta.


O LADO RUIM DO DINHEIRO NO CASAMENTO     
 
1.      REALIZAR SONHOS E PROJETOS  POR GANANCIA PESSOAL

"... Quem ama o dinheiro jamais terá o suficiente; quem ama as riquezas jamais ficará satisfeito com os seus rendimentos..."
 ( Ecl. 5:10) 
A ganancia é  a ânsia exagerada de querer mais e mais. A ambição pode levar para o descaminho,  praticas ilícitas.  O Senhor Jesus menciona dez vezes mais sobre ganância do que sobre adultério. A ganancia leva a cobiçar o que é do outro e até subtrair ilicitamente o que não lhe pertence. A Bíblia relata a história do Rei Acabe, que induzido pela esposa a rainha Jesabel, arquitetaram uma trama para apossar-se da propriedade de Nabote  ( I Reis 21: 25,26). Você conhece pessoas com esse tipo de comportamento?

2.      BUSCAR O MELHOR QUE O MUNDO TEM A OFERECER.
O mundo premia  “o vencedor” aquele que consegue o estrelato pela esperteza. Uma pessoa torna-se celebridade muito  mais pela fama, do que por uma conduta exemplar de caráter.  Nem sempre o melhor do mundo é o melhor para se escolher. Judas Iscariote, um dos doze discípulos de Jesus, foi ao encontro dos inimigos de Jesus para tirar proveito de uma situação que parecia-lhe favorável:      “ o que me darão se eu entregar Jesus a vocês? ”. Judas foi bem recompensado financeiramente, mas não desfrutou da recompensa. Deu cabo a sua própria vida.  Uma historia que se repete em muitas vidas. Pessoas vendendo a sua dignidade, o seu cônjuge, os filhos por recompensa de algo que vai lhe custar muito caro.

3.      APROPRIAR DAQUILO QUE PERTENCE A DEUS.
Infelizmente é uma constatação. Muitos casais na medida que vão  galgando  posições na vida e  prosperidade financeira não conseguem ser fiéis a Deus na mesma proporção. Apropriar-se do que é de  Deus é  assinar um atestado de falência antecipado. De Deus não se zomba e não se coloca à prova. O fim: morrer no deserto.  Não é uma boa coisa apropriar-se daquilo que pertence a Deus.

4.      VIVER ATRAÍDO PELO MATERIALISMO.
O  padrão do mundo é  o materialismo. Toda  pessoa precisa saber: o mundo está a serviço de Satanás. Até o Senhor Jesus foi alvo  de Satanás.  Para adorá-Lo, Satanás, ofereceu fama, poder e dinheiro. O alvo de Satanás não apenas prender as pessoas  ao consumo compulsivo, mas escraviza-las ao espirito de  Mamom. A família está sendo deteriorada, casamentos desfeitos, por conta de um consumismo desenfreado, causando endividamentos crônicos intermináveis. Esse é o lado ruim do dinheiro na família.

5.      ACUMULAR TESOUROS NA TERRA.
Ninguém melhor do que o Senhor Jesus para falar sobre o assunto. Jesus trata essa questão com muita clareza em Lucas 12:16-19. Todo casal cristão precisa conhecer e aplicar no casamento esse ensino de Jesus. Acumular tesouros na terra não é uma boa coisa para aplicar o dinheiro.

                                 REFLETINDO:


A Bíblia fala mais de dinheiro do que de fé.  Por razões  óbvias: O dinheiro,  mau gerido provoca tragédias pessoais, no casamento e atingindo gerações. A fé, não precisa de dinheiro para fazer a diferença na terra.   Uma pequena fé é como uma pequenina semente de mostarda  que se torna numa frondosa árvore que se multiplica em milhares de outras sementes. O lado bom do dinheiro quando se torna numa pequena semente de mostarda nas mãos de Deus. Frutificará em grandes projetos abençoadores.

Por amor a Cristo!