sábado, 16 de maio de 2015

PAIS BEM SUCEDIDO É A GARANTIA DE FILHOS BEM SUCEDIDOS?




“.... Seus descendentes serão poderosos na terra,
será uma  geração abençoada, de homens íntegros”
( Sl. 112:2)
Ter  uma família   abençoada  com filhos bem sucedidos não se conquista na base da sorte como se fosse uma loteria. É algo desejado, planejado, executado com muita devoção, o mais importante seguido à risca o padrão Deus para construção da família.

O Salmo 112 tem muito a nos ensinar, com dicas importantes para que você mesmo construa a sua opinião e responda: Pais Bem Sucedidos  é a  Garantia de Filhos Bem Sucedidos?

CONSTRUINDO UM CAMINHO DE PAIS & FILHOS  BEM SUCEDIDOS:
 Pais bem sucedidos ensinam os filhos através de
suas próprias  vidas.
O sucesso no padrão bíblico não segue os mesmos critérios do padrão do mundo. O primeiro quesito do padrão bíblico é esse: “ Como é feliz o homem que teme o Senhor e tem grande prazer em seus mandamentos” ( Sl. 112:1). Temer a Deus e ter prazer em seus mandamentos é a porta de entrada do sucesso. Esse quesito só pode ser transferido aos filhos através da própria vida. Deixar o filho pequeno na porta da Igreja e fazer outras atividades, o filho poderá reproduzir  o mesmo gesto quando se tornar pai.  Se os filhos não verem seus pais meditando na Palavra de Deus e não ensinando princípios e  valores como integridade, generosidade, honra, como servir as pessoas,  não aprenderão adequadamente  em outros ambientes.

Pais bem sucedidos  estão decididos a enfrentar a oposição do mundo e ficar com as promessas de Deus.
“... Grande riqueza há em sua casa, e a sua justiça dura para sempre. A luz raia nas trevas para o íntegro, para quem é misericordioso, compassivo e justo” ( Sl.112:3,4)
Esse padrão bíblico não é uma promessa para ser vivido no Céu. O desafio dos pais cristãos é vive-lo nesse mundo decaído e pervertido. É para esse padrão decaído que Deus diz a você e a mim: “ Seus descendentes serão poderosos na terra, serão uma geração abençoada, de homens íntegros” (Sl. 112 :2).

. Não abre mão da   Integridade
“ E com honestidade conduz os seus negócios” ( v.5b)
Os  homens  íntegros não se fabricam. É forjado no dia a dia familiar. O filho está vendo as atitudes do pai em relação a impostos, em relação  ao trato com os negócios, com a fidelidade aos dízimos e ofertas á Obra do Senhor.

  Possui uma  que  gera obras de  generosidade
“... Bem irá o homem que empresta com generosidade. É liberal dá aos necessitados” ( v. 5ªa;9a)
Deus premia com bênçãos atos de generosidade. Não abençoa quem pratica atos de usura.  A usura é   contagiosa passa de pais para filhos. A liberalidade em ofertar  tem dado lugar ao egocentrismo, pensar em si mesmo. Tornando  a pessoa insensível a não olhar as necessidades  do próximo.

.  São  herói dos  filhos por serem justos.
“... O justo  jamais será abalado” ( v.6.a)
A figura dos pais heróis vem desaparecendo na família. Os filhos não veem heroísmo nos pais.  Isso é fato, temos colhido  uma geração de pessoas medrosas.  Um geração temerosa e insegura em assumirem responsabilidades no casamento, na profissão e  independência  na vida adulta.  Há uma razão fundamental, a falta do temor a Deus. Quem vive o pânico do medo não experimentará sucesso na vida.

Pais bem sucedidos reconhecem os seus erros e busca equilíbrio na educação dos filhos. 
Não há pais perfeitos e nem filhos perfeitos. Pais bem sucedidos não são aqueles que nunca erraram, são aqueles que aprenderam com os seus erros. Filhos bem sucedidos não são aqueles que copiam  os acertos dos seus pais, mas aqueles que tiram  lições dos erros dos pais. Pais bem sucedidos reconhecem os seus erros, buscam o equilíbrio na formação física, moral, emocional e espiritual de seus filhos. Adaptar-se aos tempos modernos não significa acolher todas as novidades do mundo. Pais bem sucedidos forma sucessores e não herdeiros

Pais bem sucedidos transferem legados e não regras de  sucessos.
O padrão do mundo não pensa assim. Ensina que  na busca do sucesso todo jogo é valido, mesmo que tenha que negociar a dignidade, o casamento e o próprio nome. O padrão de Deus valoriza o legado geracional. É uma tarefa de pais para filhos enquanto o mundo durar. Ensinar através de atos diários é o método mais eficaz de transferir legado.  Valores perdidos geram  gerações pobres. Para pensar com mais profundidade sobre esse assunto  recomendamos a todos os pais cristãos que leiam em família o livro “ A Fé Começa em Casa”, de Mark Holmen. Se  você deseja ser bem sucedido e colher uma geração bem sucedida, esse livro é uma obra prima.

Reflexão:

“... O  Senhor fez  um juramento a Davi, um juramento firme que ele não revogará: Colocarei um dos seus descendentes no seu trono. Se os seus filhos forem fiéis à minha aliança e aos testemunhos que eu lhes ensino, também os filhos deles o sucederão no trono para sempre” ( Sl. 132:11-12).
O Salmo 132 aponta o caminho do sucesso. A expressão   “ Tal Pai, Tal Filho” é uma referencia a lei da semeadura. Nós pais colhemos os frutos que somos. Você já fez essa pergunta para si mesmo: “ O que acontecerá se meu filho se tornar igual a mim?” Você ficaria preocupado? Se for esse o caso o que precisa ser mudado em sua vida? O filósofo Sócrates expressou a sua  preocupação ao dizer:
“ se eu pudesse subir ao lugar mais alto de Atenas, ergueria minha voz e diria: “ O que pensais, meus concidadãos, quando dizeis que fazeis de tudo para garimpar riquezas, e tomais tão pouco cuidado de vossos filhos, a quem um dia entregareis tudo”.

Deus ao criar a família fez com propósito de encher a terra de pessoas abençoadas e  comprometidas com Ele. Famílias prósperas e abençoadas. Deus recheou a sua Palavra com princípios para à família cumprir esse propósito.  Cercou você de amigos, familiares,  e  equipou a Igreja de dons espirituais para tornar a família forte. O que lhe falta?

Por amor a Cristo