domingo, 18 de outubro de 2015

A FAMÍLIA DEVE SER ALICERÇADA EM PRINCÍPIOS OU EM COSTUMES?




"... No princípio Deus criou os céus e a terra ...( Gn.1 ) 

O Tema é uma pergunta pertinente  que toda família cristã precisa se perguntar: O casamento deve ser alicerçado em princípios ou em costumes? Uma pergunta  crucial  para entendermos  com qual propósito Deus criou a família. Para isso é fundamental entendermos a diferença de princípios e costumes.
O  QUE É UM  PRINCÍPIO?
 O conceito da palavra princípio é : Primeiro momento da vida de um ser;  Começo, Início. 3. Regra; Preceito”. 
Deus ao criar o ser humano não o deixou a deriva.  Criou regras e  preceitos de abrangência  universal  a todas as épocas, culturas e raças.  Como criou por exemplo a lei da gravidade, que funciona igualmente para todas as  pessoas, não importa raça, condição social, onde esteja e independente do tempo e  das épocas. Diferente de costumes.

Princípios são atributos atribuídos ao caráter exclusivo de Deus. Deus é Alfa e Omega, Princípio e o Fim. Supremo Criador de tudo que se foi criado. Como Criador deu ordens a tudo que criou.  A família é uma obra prima de Sua criação.  Para não se descaracterizar ao longo das gerações  estabeleceu padrões e princípios imutáveis.  Seguindo o mesmo princípio da lei da gravidade, não deve ser adulterada ou substituída por costumes  ou hábitos que são mudados ao bel prazer de cada cultura e sociedade.

O princípio original do casamento:  "deixar", "unir", " Uma só carne".  Gn. 23 " Então exclamou Adão: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada ‘mulher’, porquanto do ‘homem’ foi extraída”. 24 Por esse motivo é que o homem deixa a guarda de seu pai e sua mãe, para se unir à sua mulher, e eles se tornam uma só carne. 25 O homem e a mulher viviam nus e não se envergonhavam".
O  QUE É COSTUMES?
O conceito da palavra  costume é:  Uso; hábito; Valores ( de um grupo social) consagrados pela tradição”. Diferente de um principio, costumes são variáveis e surgem de forma natural na vida de um povo ou de uma família. Os costumes desenvolvem tradições que passam as  gerações seguintes. Nada de errado é cultural e salutar.

Deus ao criar o ser humano deu habilidades e liberdade para serem usadas para o seu próprio benefício e dos outros. Talvez esse seja  o maior desafio do ser humano: saber usar a sua liberdade de forma criativa e com sabedoria.  Satanás, conhecendo o coração ambicioso do ser humano, trabalha em direção oposta. Ou seja, convencer o homem e a mulher de que são capazes de criar suas próprias leis sem depender de Deus.  Não foi essa proposta,  de  Satanás,  convencer  Eva a comer   do fruto proibido com o seu marido Adão para serem  iguais a Deus?
O que a história tem registrado é que a humanidade tem transformado os costumes em estilos  de vida que alteram os princípios.  Vamos dar um exemplo bem atual,  o aquecimento da temperatura, conhecido como efeito estufa;  são os efeitos do  mal uso dos recursos naturais, pela ganância do homem,   causando desequilibro  no  eco sistema. Isso é quebrar um princípio criado por Deus pela prática de maus costumes. 
COMO SABER SE OS COSTUMES DE MINHA FAMÍLIA ESTÃO EM DESACORDO COM OS PRINCÍPIOS DE DEUS?
Essa pergunta é tão pertinente quanto a primeira. Como
é importante que toda família cristã se preocupe com as suas práticas e costumes.  A Bíblia afirma que tudo que Deus criou  é bom.   Deus criou o ser humano para desenvolver relacionamentos saudáveis com outros grupos sociais, e que essas relações interpessoais e culturais, não excluíssem  o relacionamento com  o Criador. Relacionamentos geram hábitos bons e maus.
O apóstolo Paulo faz uma dura exortação às famílias cristãs que residiam na cidade de Corinto, uma cidade muito depravada e de maus costumes .Veja o que ele diz:    Não se deixem enganar: as más companhias corrompem os bons costumes...”  (I Coríntios 15:33 ). Viver os princípios de Deus é viver uma vida integral.
O estilo de vida do cristão  deve seguir os padrões de Deus e não do mundo.

O estilo de vida do cristão não desassocia a cultura familiar saudável mais deixa claro que os costumes mundanos devem ser abandonados. A proposta do estilo de vida do cristão não é eliminar as pessoas do seu ciclo mas não compactuar com as práticas pecaminosas delas. Viver um estilo de vida onde pecado será sempre pecado. E pecado gera morte e destruição. O pecado do adultério é tão destruidor  na vida de um  cristão quanto na vida do não cristão.  As consequências do divórcio são tão avassaladoras tanto para cristãos quanto para não cristãos. O endividamento familiar gera instabilidade e conflitos permanentes, tanto para cristãos como para não cristãos.  E assim todas as práticas que dão legitimidade ao pecado, estão em desacordo com os princípios de Deus devem ser abandonados.  Três inimigos  que se opõe aos padrões de Deus: o mundo, a carne e o Diabo. A família está sob permanente ataque.
A Bíblia registra  episódios  que marcaram a humanidade. O dilúvio, por exemplo, foi um julgamento severo, de Deus, contra a  humanidade. As causas?  Foram  práticas de maus costumes e afastamento de Deus. Sodoma e Gomorra, duas cidades que foram consumidas, por fogo e enxofre,  pelos mesmos motivos.
REFLETINDO:

Deus ao criar a família deixou a Bíblia como o Manual para instruir  como a família deve funcionar sem perder a sua identidade. Entre escolher Princípios ou Costumes, a família cristã deverá ficar com os princípios.  O mundo descaracterizou o padrão de família por abandonar os princípios de Deus. Os costumes é a estrada larga que permite tudo.  O princípio é o caminho apertado que muitos abandonam. Por qual caminho você está levando a sua família?  


Por amor a Cristo!

Nota: Esse Tema faz parte do Curso ( de minha autoria)  " FAMILIA GÊNESIS" . Se você deseja conhecer o conteúdo de todo o curso, solicite através do e-mail: araosalgado@gmail.com .    Teremos o prazer de encaminhá-lo.