sábado, 12 de março de 2016

DEUS NÃO FAZ ALIANÇA COM TRONO CORRUPTO!




“.... Poderá um trono corrupto estar em aliança contigo?,  
um trono que faz injustiças em nome da Lei?” ( Salmos 94:20 ) 



Estamos conclamando  o povo de Deus a nos posicionarmos ao lado de Deus. Há duas alianças no mundo: a aliança com Deus e a aliança com o mundo.  Quem anda em aliança com Deus não pode estar conformado com o mundo.  Está revestido da armadura de Deus e  luta as batalhas do Senhor. O Salmo 94 é um chamamento a essa batalha. O autor é um dentre tantos outros milhares anônimos que vivem inconformados com o sistema opressor e corrupto que opera no mundo. O Salmo é uma oração de súplica por justiça e juízo de Deus. Leia atentamente:


“Ó Senhor, Deus vingador; Deus vingador! Intervém! Levanta-te, Juiz da terra; retribui aos orgulhosos o que merecem. Até quando os ímpios, Senhor, até quando exultarão? Eles despejam palavras arrogantes; todos esses malfeitores enchem-se de vanglória. Massacram o teu povo, Senhor, e oprimem a tua herança; matam as viúvas e os estrangeiros, assassinam os órfãos, e ainda dizem: “O Senhor não nos vê; o Deus de Jacó nada percebe”. Insensatos, procurem entender! E vocês, tolos quando se tornarão sábios? Será que quem fez o ouvido não ouve? Será que quem formou o olho não vê? Aquele que disciplina as  nações, os deixará sem castigo? Não tem sabedoria aquele que dá ao homem o conhecimento? O Senhor conhece os pensamentos do homem, e sabe como são fúteis. Como é feliz o homem a quem disciplinas, Senhor, aquele a quem ensinas a tua lei;  tranquilo, enfrentará os dias maus, enquanto que, para os ímpios, uma cova se abrirá. O Senhor não desamparará o seu povo; jamais abandonará a sua herança.  Voltará a haver justiça nos julgamentos, e todos os retos de coração a seguirão. Quem se levantará a meu favor contra os ímpios?  Quem ficará ao meu lado contra os malfeitores? Não fosse ajuda do Senhor, eu já estaria habitando em silêncio. Quando eu disse: Os meus pés escorregaram, o teu amor leal, Senhor, me amparou! Quando a ansiedade já me dominava no íntimo, o teu consolo trouxe alívio a minha alma. Poderá um trono corrupto estar em aliança contigo? Um trono que faz injustiças em nome da lei? Eles planeja  contra a vida dos justos e condenam os inocentes à morte. Mas o Senhor é a minha torre segura; o meu Deus é a rocha em que encontro refugio.  Deus fará cair sobre eles os seus crimes, e os destruirá por causa dos seus pecados; o Senhor, o nosso Deus, os destruirá!” ( Salmos 94  - autor Anônimo – NVI)”.

Não basta se juntar a uma multidão corrupta e que não teme a Deus e clamar por justiça. O clamor não chega a Deus. Um clamor pedindo por julgamento e justiça só é recebido nos céus feito por homens e mulheres santos. Que tem mãos limpas.  O salmista anônimo, provavelmente não aparece o seu nome como uma figura notável, mas a sua oração é de alguém comprometido com Deus.  Como cristãos anônimos, temos que nos unir a essa oração para o Brasil e para o mundo.
Por repetidas vezes já havia lido o Salmo 94.  Desta vez,  as palavras desse salmo saltaram aos meus olhos como se fossem  uma imagem em “3D”. Tão nítidas imagens como se estivessem retratando o fundo do poço do nosso querido Brasil. 
 Conclamamos você que representa um desses anônimos da fé,  e que não está em aliança com os ímpios, a abrir  a sua bíblia no Salmo 94, coloque-a no chão, ajoelhe-se diante dela e  faça a sua própria oração em favor do Brasil. 
Juntando-se à multidão que vai as ruas nesse dia 13, ou não. Se você é um cristão, está comprometido com a verdade, dirija-se a quem de direito.  Faça isso, demonstre a sua indignação! 

O Salmista Anônimo nos ensina  como nos posicionar diante de um trono corrupto:

1.  Invocar  a Intervenção Divina.
“Até quando...” (vs 1-3) 
 Não é tarefa fácil, essa ousadia em invocar a justiça de  Deus. O Salmista clama a Deus para uma  intervenção divina na terra. Sua petição tem endereço:  os orgulhosos, os arrogantes, os malfeitores, os que massacram e oprimem os desamparados, e os  zombadores de Deus,  que dizem:  “O Senhor não nos vê” (v.7).  A esses o Salmista clama, dizendo: “ Ó  Deus, a quem a vingança pertence, mostra-te resplandecente!”(1.b).

2. Se coloca na brecha para lutar as batalhas do Senhor.
 “Quem se levantará a meu favor contra os ímpios? Quem ficará a meu lado contra os malfeitores? ” ( vs.16,17).
O Salmista se colocou ao lado de Deus. Ao mesmo tempo que pedia intervenção divina, se propôs  ser um instrumento de Deus para agir em favor da justiça.  Deus conta com os anônimos cristãos que  se levantem contra os opressores. Que se coloquem ao lado daqueles que estão em defesa da fé e da justiça.

3.  Sabe que contará com a ajuda de Deus.
 “Não fosse ajuda do Senhor”(v.17).
Quem se levanta para lutar as batalhas do Senhor precisa estar ciente que os inimigos se levantarão. O Senhor pelejará por nós. Não é pela força, nem com violência, mas no poder do Espirito de Deus.

4. Não se rende as suas próprias fraquezas.
“Quando eu disse:  Os meus pés escorregaram” (v.18).
Haverá momentos de fraquezas, até de quedas.  A grande fraqueza é quando nos rendemos a ela. Passa ser a nossa maior inimiga. Mas o Senhor levanta aqueles que se recusam permanecer caídos. A sua lealdade está presente nos momentos de derrotas e de vitórias. Deus nunca deixará um soldado seu abandonado pelo caminho. O consolo do Senhor trás alivio e  encorajamento a alma.

5. Não compactua com tronos corruptos.
“Poderá um trono corrupto estar em aliança contigo?”(v.20).
Essa pergunta é direta para todos nós que estamos em aliança com Deus. Se realmente estamos em Aliança com um Deus de santidade, jamais poderemos estar do outro lado. Do lado do mundo, corrupto e ímpio em todos os seus sentidos.  Os nossos interesses são espirituais. Nossas armas são espirituais.Portanto,  deveremos nos revestir da armadura de Deus e resistir as práticas mundanas. O crente não tem nenhum motivo para associar-se a sistemas corruptos.

Refletindo:

Justiça é um atributo inviolável de Deus. Quem está com Deus está comprometido em viver e defender essa justiça.
Justiça vai além de fazer o que é certo. É uma ação ativa, que vai além de atitudes honestas no âmbito pessoal. É uma permanente e ativa intercessão a favor dos desamparados, dos que sofrem injustiças por quem deveria aplicar justiça.
Você seria capaz de levantar a sua voz, como um cidadão do Reino de Deus, mesmo anônimo, e fazer esse tipo de intercessão a Deus?. 

Você relacionaria  pessoas pelo nome, declarando:  “ Deus fará cair sobre eles os seus crimes, e os destruirá por causa dos seus pecados; o Senhor, o nosso Deus, os destruirá” ? (vs. 23).
Você tem intercedido a Deus  em favor daqueles que estão a serviço da justiça,  que estão tendo a coragem de levar a  julgamento  homens e mulheres, poderosos na politica e no mundo empresarial?
Você assumirá um compromisso de aliança com Deus, não apoiando, nem  votando, em candidatos que estejam em aliança com o mundo das trevas?
Se você está vivendo um momento de queda, espiritual e moral,  mas quer estar em aliança com Deus, faça hoje mesmo  uma oração de renuncia e assuma uma aliança com Deus.  Pense nisto!


Por amor a Cristo!