quarta-feira, 27 de abril de 2016

FAMÍLIA - DEUS CRIOU PRINCÍPIOS, O MUNDO CRIOU CRENÇAS!



Chegamos ao mês de maio! Mantendo a tradição cristã  vamos compartilhar temas sobre família. Para nós, cristãos, a família continua sendo o projeto mais importante para preservação da espécie humana. Há muita literatura sobre o assunto família. A Bíblia continua sendo a única literatura segura e confiável para buscar respostas verdadeiras sobre o assunto. Selecionamos três perguntas que cada família deve se perguntar e  buscar respostas no manual da família, a Bíblia:  Vamos a elas:

1-    COMO TER CERTEZA QUE A MINHA FAMÍLIA VIVE OS PADRÕES
      ORIGINAIS DE DEUS?
                                                                               
Todo cristão precisa estar seguro que vive os padrões de Deus. Quando se trata de família esse cuidado torna-se mais necessário ainda.  É importante registrar que muitas famílias tornam-se cristãs trazendo em suas bagagens muitas crenças.  Essas crenças precisam ser renunciadas. Os padrões de Deus não são crenças, são princípios  inalteráveis que constituem o DNA da vida e da família. Princípios são firmados na verdade, as crenças são firmadas em suposições e falsos conceitos. 

A Bíblia estabelece princípios, as crenças humanas estabelecem costumes e práticas pecaminosas. Vamos entender as diferenças entre princípios bíblicos e crenças humanas:

O  QUE É UM  PRINCÍPIO?

"No Princípio Criou Deus os Céus e a Terra "( Gn. 1.1).  Em cada ato da criação Deus estabeleceu leis para que tudo funcionasse de forma permanente, homogênea e inalterada. Nada mudou!  São leis universais e abstratas, reconhecidas pela ciência. Citaremos apenas um exemplo: a lei da gravidade, que funciona igualmente para toda as pessoas, não importa raça, condição social,  independente do tempo e  das épocas.
A raça humana seguiu o mesmo critério. Deus Criou, o macho e a fêmea, com características distintas, de forma que um completasse o outro com propósito de multiplicar a espécie.  Os  princípios  são imutáveis, diferentemente de costumes. Se o princípio macho e fêmea deixar de existir está decretado o fim da raça humana.  No dilúvio, Deus preservou quatro casais humanos para voltar encher a terra, e um casal de cada espécie de animais.  Qualquer outra tentativa é invenção humana, é diabólica. 

O QUE  SÃO COSTUMES?
Costumes são variáveis, surgem de forma natural na vida de um povo ou de uma família. Nada de errado é cultural e salutar. As famílias preservam suas tradições culturais, devem passar para as futuras gerações. Essa foto  deve servir de exemplo para todos nós.

O que a história tem registrado que a humanidade tem transformado os salutares costumes, em estilos de vida que ferem frontalmente os princípios de Deus. 

Um exemplo bem atual, o aquecimento da temperatura, conhecido como efeito estufa. São os efeitos do mal uso dos recursos naturais, pela ganância do homem; causando desequilibro  no  eco sistema. Isso é quebrar um princípio criado por Deus pela prática de maus costumes. 
A ciência humana tem buscado definições para existência  de uma terceira via de gênero. Do ponto de vista da ciência humana isso será possível, não só uma terceira via, outras vias serão inventadas e encontradas. O pecado deforma, gera todo tipo de anomalia. Essas anomalias já estão registradas nos escritos bíblicos ( leia Romanos Cap. 1: 18-32).  Por crer no que a Bíblia diz, isso não nos causam perplexidade. Mas do ponto de vista do princípio da criação, isso será impossível. Ponto final!

2. COMO SABER SE OS COSTUMES DE MINHA FAMÍLIA  ESTÃO EM DESACORDO  COM OS PRINCÍPIOS DE DEUS?
Como é salutar que toda família cristã se preocupe com as suas práticas e costumes. O Apóstolo Paulo faz dura exortação às famílias cristãs que residiam na cidade de Corinto. Uma cidade depravada e de maus costumes.  eja o que ele diz: " Não se deixem enganar: as más companhias corrompem os bons costumes" ( I Corintios 15:33)
O pecado é tão maléfico na vida do impio quanto na  vida do cristão.  As consequências são as mesmas. O pecado do adultério é  tão destruidor, na vida de um  cristão, quanto na vida do não cristão.  As consequências do divórcio são tão avassaladoras, tanto para cristãos quanto para não cristãos. O endividamento familiar gera instabilidade e conflitos permanentes, tanto para cristãos como para não cristãos. E assim, todas as práticas que dão legitimidade ao pecado, que estão em desacordo com os princípios de Deus, devem ser abandonadas completamente.
A Bíblia registra  episódios sinistros   que marcaram a humanidade.  O dilúvio, por exemplo, foi um julgamento severo de Deus. As causas?  Práticas de maus costumes e afastamento de Deus. Sodoma e Gomorra, duas cidades que foram consumidas, por fogo e enxofre,  pelos mesmos motivos.

3-    A  MINHA FAMÍLIA  NÃO VIVE OS PADRÕES DE DEUS,  O QUE FAZER ? 








"... Pelo que, como pelo um homem entrou o pecado no mundo e  pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens....muito mais a graça de Deus e o dom pela graça, que é um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos" ( Rm. 5:12,13 )


A família sofreu o mais duro golpe, o pecado. A família recebeu a mais extraordinária graça de Deus, o perdão
do  pecado. Duas leis operando no mundo : uma lei que mata; uma lei que dá vida.
sacrifício do Senhor Jesus Cristo  garante  não só  o retorno aos padrões de Deus, mas desfrutar de
vida abundante. O arrependimento e a confissão dos pecados nos purifica de toda injustiça. 
Nenhuma família  está excluída desse amoroso perdão de  Deus. Só há um resposta para família
viver os padrões de Deus: Ensinar e praticar a Palavra de Deus. É tempo de conversão!

Por amor a Cristo!