sábado, 20 de agosto de 2016

MEDALHISTAS - SÃO OS QUE ATRAEM SEGUIDORES!


"Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fugida os exércitos dos estranhos"( Hebreus 11:34)
  
No mundo competitivo dos esportes os medalhistas sãos os que mais atraem seguidores. A cada olimpíada novos medalhistas vão surgindo seguindo os passos dos veteranos campeões. As pessoas seguem campeões. Assim também deve acontecer com os campeões e medalhistas da fé. A bíblia reservou um capitulo inteiro para dedicar a esses medalhistas da fé. ( Confira em Hebreus capitulo 11).  Vamos destacar alguns desses campeões  medalhistas, o quanto suas vidas inspiraram gerações.

O MEDALHISTA JOSÉ
  "..Assim não foste vós que me enviaste para cá, se não Deus, que me tem posto por pai de Faraó e por senhor de toda a sua casa, e como regente em toda a terra do Egito ( Gênesis 45:8)
  
 A vida de José é uma inspiração para os jovens em todas as épocas e gerações. Os seus feitos são lembrados como exemplos para os jovens que sonham ser vitoriosos na vida. José foi exemplar em várias situações que fizeram dele um campeão completo:
- Acalentava sonhos elevados. Fazia parte de uma numerosa família de treze irmãos, sendo o penúltimo. Uma família do campo, lidava com ovelhas e gado. Mas José acalentava um sonho em ser um homem importante, as pessoas iriam se curvar a ele. - Soube lidar com as adversidades. Com apenas 17 anos foi vendido pelos seus irmãos para mercenários que o revendeu a um capitão de Faraó.  Como escravo assumiu responsabilidades que o credenciou a administrar a casa do seu senhor. - Não cedeu a  sedução. A sua lealdade ao seu senhor, e a sua fidelidade para com o seu Deus, preponderaram em resistir as  fortes tentações. Por não ceder a sedução foi acusado, pela mulher do seu senhor,  acabou sendo preso injustamente. - Fez da prisão o seu novo desafio. Não se deixou abater-se pela injustiça, conquistou a amizade do carcereiro e logo se tornou um de seus colaboradores. Não havia redução de pena, pelo trabalho que realizava; mas  algo extraordinariamente aconteceu na prisão: Deus fez de um sonhador um intérprete de sonhos. Deus fez da prisão a melhor Escola de Economia do mundo. José saiu da prisão direto para o palácio, para ser o ministro da economia do Egito.
José em cada situação que passava ia acumulando novas medalhas. 
Pontos fortes de José: integro, ético, soube lidar com as  injustiças, lealdade a quem servia e fidelidade a Deus. Deixou Deus agir quando o mal se tornava uma ameaça. Sonhava sonhos elevados. Fez das adversidades uma escola de vida. Deixou os resultados com Deus. 

O MEDALHISTA DANIEL
"...  Não temas Daniel, porque, desde o primeiro dia, em que suplicaste o teu coração  a 
compreender-te e  humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; 
e eu vim por causa das suas palavras"( Daniel 10:12). 
A história de vida de Daniel é de um medalhista imbatível. Difícil alguém superar as suas marcas na olimpíada da vida. Ainda muito jovem foi como exilado para a Babilônia. Recusou se alimentar das iguarias do rei.  Manteve a todo custo os costumes de origem e a sua ligação  com o  Deus de Israel. Assim como José,  Deus fez de Daniel um intérprete de sonhos, interpretando visões de Nabucodonosor e de Belsazar. Participou como conselheiro e estadista na vida de quatro imperadores, Nabucodonosor e Belsazar da Babilônia,  Dario e Ciro da Medo-Persa.
Daniel foi um campeão em medalhas para o Reino de Deus. Não aspirava ser uma autoridade política, mas exerceu sua influencia na vida de quatro imperadores. A sua fidelidade a Deus provocou inveja e ciúmes a ponto de ser  jogado na cova de leões.
Pontos fortes de Daniel: Fiel quando falava com Deus era atendido. Um exemplo de patriota mesmo não retornando à sua pátria, suplicou a Deus que retornasse o seu povo à sua terra. Teve visões celestiais, sobre a vinda do Messias, dos acontecimentos dos últimos tempos, faz menção do destino dos mortos. Um medalhista completo.

O MEDALHISTA  PAULO
"Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o premio? Correi de tal maneira que o alcanceis"( I Coríntios 11:24)
O apóstolo Paulo é outro medalhista supercampeão da era cristianismo. Seguramente é o medalhista do seu tempo que mais atraiu seguidores para Jesus. Campeão em viagens missionarias. Campeão em fundar igrejas. Campeão em formar pastores e lideres, em um tempo que não havia Escola Teológica. Campeão em escrever cartas que se tornaram Epístolas Sagradas. Campeão em perseguição e sofrimento, por amor ao Evangelho. 
Pontos fortes: de Paulo: Apaixonado pelo Evangelho. Corajoso não se intimidava diante de reis e autoridades religiosas. Não negociava sua fé, mesmo que tivesse que passar fome e prisões. Firme em suas posições teológicas. Assumia para si as responsabilidades, exemplo sua carta a Filemom.  Um supercampeão!

MEDALHISTAS  CRISTÃOS ANÔNIMOS
"... e caíndo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à Igreja aqueles que se  haviam de salvar" ( Atos 2:47)
Os medalhistas cristãos anônimos são os que mais povoam os céus. Não sobem nos pódios, não são protagonistas de espetáculos, não aparecem nos refletores das mídias. Esses medalhistas cobrem os lideres em oração, dão suporte financeiro e abrigam os missionários em suas casas. Paulo foi um grande medalhista, porque recebia esse apoio dos fiéis anônimos por onde passava. O galardão desses medalhistas anônimos será nos céus. Esses medalhistas dão o seu melhor, através de seus dons e talentos, onde o Senhor os colocar, mesmo em lugares não desejados. Esses são os medalhistas que  vão ouvir do Mestre: “servo bom e fiel, no pouco foste  fiel, no muito te colocarei, entra no gozo no teu Senhor” (. Mateus 25:21). 

REFLETINDO:
“... Portanto, nós também, pois que estamos rodeados de  uma grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço e o pecado que tão de perto nos arrodeia e corramos, com paciência, a carreira que nos está proposta”( Hebreus 12:1)

Muitas lições de vida estão dando os atletas olímpicos medalhistas. Treinaram muito, mantiveram firmes no proposito de superar suas marcas, privaram de muitas coisas, seguiram  à rica as orientações de seus treinadores. Esses sãos os medalhistas que vão atrair seguidores em suas modalidades. 
Como cristãos estamos numa corrida tipo maratona. Longa, cansativa e requer concentração, paciência e muita dedicação. Citamos alguns medalhistas cristãos, vencedores, que Hebreus 12.1, chama de nuvem de “testemunhas”.  Forma de encorajar os atuais cristãos  a seguirem seus exemplos. Se seguirmos os exemplos desses medalhistas, subiremos ao pódio e  atrairemos outros, a  nos seguir. Não se trata de uma marcha para atender um calendário religioso. É uma jornada diária, as vezes solitária, carregando cada dia, a cruz.  Não  troca-la por nada; só pela coroa que está lhe aguardando, nos céus . Amem!
Por amor a Cristo!