sexta-feira, 5 de agosto de 2016

VOLTA POR CIMA - O SEGREDO: ' COLHER ESPIGAS'

".... esteve ela apanhando naquele campo até à tarde" ( Rute 2:17)

Dar a volta por cima é uma expressão comumente usada para  alguém que chegou ao fundo do poço, não se conforma com a situação e vira o jogo.  A bíblia registra a emocionante história de vida de uma mulher moabita chamada Rute. Esta moabita casou-se com um jovem da linhagem dos hebreus que não se davam com os moabitas.  Sua história além de emocionante tornou-se dramática, pelo fato  da morte do seu marido e do seu sogro, ficando viúva com sua sogra.  A sogra resolveu retornar a sua terra e Rute decidiu acompanhá-la. Do ponto de vista  humano uma decisão difícil, por ser uma mulher estrangeira, viúva, aventurar-se em um país inimigo do seu povo. O positivo que  levou na sua bagagem interior  uma esperança que o Deus de sua sogra  não a  abandonaria.

O que vamos ressaltar nessa aventura, a  jovem Rute  não se deixou  abater-se pelo destino. Não se conformou com a situação; o fundo do poço não era o seu lugar. Ao chegar em terra estranha, tomou atitudes positivas. Ao invés de depender de sua sogra ou esperar que algo milagroso viesse a seu favor tomou ações positivas que vale apena ressaltar:


1a.  Reconheceu a sua Necessidade 
" Deixa-me ir ao campo, e apanharei espigas..."  (Rute 2:2.1)
Rute não murmurou pela situação, admitiu suas necessidades e foi buscar meios para supri-las. Não transferiu a sua sogra a responsabilidade em sustentá-la. Um bom exemplo de relacionamento entre nora e sogra. Os que dão volta por cima não ficam na inércia esperando por milagres ou encostar em alguém para suprir suas necessidades. Tem muita gente vivendo assim. Acostumam em estar no "fundo do poço" para tirar algum proveito. Rute não esperou receber palavra profética esperando revelações para indicar um determinado  campo, promissor que iria mudar a vida dela. Ela tomou a atitude certa, compartilhou com sua sogra que iria procurar um campo para colher espigas.  Era o que havia de oportunidade no momento para ela suprir a sua necessidade e de sua sogra. Ela incluiu as necessidades de sua sogra às suas. 

2a. Decidiu Agir
" Foi, pois,e chegou,e apanhava espigas no campo após os cegadores" ( Rute 2:3)
Ela decidiu agir e foi  apanhar espigas. Ela não era um trabalhadora contratada. A expressão "após os cegadores" refere-se a pessoas pobres, estrangeiros que vão a trás dos trabalhadores para colher as sobras. Os que dão volta por cima não escolhe o que fazer. Rute não foi pesquisar um trabalho melhor, um salário melhor. Foi apanhar espigas das sobras.  O "apanhar espigas" pode significar começar por uma escolha indesejada, fazer o que nunca fez antes. Diante de uma necessidade se aprende a fazer. É provável que Rute nunca havia apanhado espigas; teve que fazer a primeira vez. Ela aprendeu a lição que precisaria apanhar espiga por espiga até alcançar a quantidade que precisaria. Ela aprendeu que o seu ganho seria pouco a pouco, dia após dia. Tem muita gente atrás de facilidades para crescer na vida. Espiga por espiga é o preço para chegar no topo da carreira.

3a.  Persistiu no Campo
'"...Não vás colher a outro campo, nem tão pouco passes daqui..." ( Rute 2:8)
A persistência é uma qualidade vital para qualquer pessoa dar a volta por cima. Rute poderia aventurar-se em outros campos. Ela ouviu conselhos e permaneceu no mesmo campo. Poderia abandonar aquele trabalho servil, cansativo e degradante na busca de outro.  O risco de abandonar o que tem à mão, pode desperdiçar o que estar por vir  no futuro. Rute com suas ações positivas e persistência encerrou sua história de vida com um dos mais belos capítulos que toda mulher gostaria de ter. Passou a ser a proprietária  dos campos onde começou colhendo as sobras. O seu remidor devolveu a ela não só as propriedades do seu falecido marido, mas deu-lhe  dignidade de ser uma das hebreias.  O mais impressionante  Deus deu a ela a bênção de ser a bisavó do maior rei de Israel, o rei Davi. Não parou aí  deu a ela a maior bênção de fazer parte da linhagem de Jesus. 

Qual é a sua atitude quando sua tarefa não corresponde com o seu verdadeiro potencial?  O que você tem à mão hoje, talvez seja tudo o que está disponível para você fazer. Ou provavelmente porque Deus está testando o seu caráter,  as suas  virtudes para lhe entregar algo grande e melhor.

4a. Sobressaiu as suas Qualidades
"... Bem se me contou quanto fizeste á tua sogra, depois da morte de teu marido..."  
 (Rute 2:11a).
Cada pessoa agrega à sua vida qualidades boas e não boas. Nos momentos difíceis da vida essas qualidades afloram. Os que dão a volta por cima, tem uma história de vida  de admiráveis qualidades. As qualidades de Rute: trabalhadora, amável, piedosa, fiel e valente. As tragédias da vida não escolhem  pessoas, se elas são boas ou más;  mas, o dar a volta por cima, apontam para pessoas que praticam ações positivas, a exemplo de Rute, foi  "colher espigas". Qualidades como: humildade, mansidão, espírito forte, corajoso, amável, que honre a família, são componentes que cooperam com Deus na volta por cima.

Refletindo:



Em tempos de crises, escassez de trabalho, escassez de dinheiro, essa reflexão se apresenta como uma maneira de repensar a vida. Para "colher espigas" sugere inclinar, abaixar até o chão. A pessoa que tem uma  postura de orgulho, não se curva. Inclinar sugere ir ao campo da oração. Seguramente o campo da oração é o campo mais promissor da vida. Um coração faminto por Deus vai em busca de "espigas" para atender as suas necessidades.  Mais que isso, fazer parte de um projeto de Deus para algo maior. Que bela história de vida.  Pode ser a sua também.Amem!

Por amor a Cristo!