sábado, 28 de janeiro de 2017

IGREJA - CREDIBILIDADE EM ALTA OU EM BAIXA!?

 
Credibilidade não se trata de uma conquista em uma graduação acadêmica. Não se trata de uma brilhante carreira profissional. Muito menos por alcançar sucesso financeiro. Nada disso! O dicionário informal define, como:  “Um atributo, qualidade, característica de quem ou do que crível, confiabilidade”. Na prática significa, atributos, qualidades, características atribuídas em pessoas ou  instituições, que através de coerentes sucessivos atos e ações, causam impactos positivos em uma comunidade, no ambiente de trabalho, nos negócios, etc. 

Trazendo para o contexto da instituição Igreja, vamos refletir sobre a seguinte pergunta: Igreja Local, a credibilidade está em alta ou em baixa?



Introduzimos esta reflexão afirmando que credibilidade é um atributo, uma qualidade. O tamanho da igreja, o phd do pastor, não são requisitos para medir a credibilidade de uma igreja. A igreja deve ser conhecida na sua comunidade pelas suas ações impactantes que atraem as pessoas para Jesus. A prática da obediência resulta em cumprimento ao “Ide” do Senhor Jesus ( Mt, 28:19,20). “Ide” -  significa “sair para fora”. A credibilidade  é a colheita dessas ações: atrair pessoas para dentro. Uma igreja que não cresce, por meses e anos, precisa rever a obediência e como está a sua credibilidade. Quais indicadores bíblicos que assinalam que uma Igreja local está com credibilidade em  alta ou em baixa?

1-      Credibilidade em alta.
A Igreja local que está em alta em sua comunidade vive ações semelhantes as praticadas pela Igreja primitiva descritas em Atos 2:42, “E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações”.  São 4 ações positivas, cujo  resultado aparece no verso 47, que diz: “caindo na graça de todo povo. E todos os dias  acrescentava o Senhor à Igreja aqueles que se haviam de salvar”. A Igreja que vive esse padrão de conduta cristã atrai pessoas para Cristo. Por outro lado, a sua presença incomoda aqueles que vivem  praticas de corrupção e  de imoralidade. 
Essa igreja é saudável. Seus membros são bem  doutrinados para a prática da mordomia cristã; os dons e os talentos, convergem para a unidade do Corpo. 
Cada membro de uma igreja local tem a responsabilidade em contribuir para que sua igreja seja atraente e caia na graça dos moradores da sua cidade.

2-   Credibilidade em baixa.
Preciso compartilhar algo que presenciei e que me trouxe muito constrangimento e vergonha. Passava por uma praça em uma cidade interiorana, deparei-me com um grupo de idosos que recebiam  um folheto com um pedido de ajuda à uma instituição. Um dos idosos, indagou: “ Isso não é de igreja não, é?”. Confesso que ao ouvir isso, fiquei arrasado. Segui em frente! Logo me  veio a mente: “ As igrejas desta cidade estão passando por crise de credibilidade?”. Num percurso de 150 metros, passei por três igrejas evangélicas, de bons históricos doutrinários. Uma dessas, integra a denominação  que faço parte. Por quê, então, aquele ancião faz essa indagação com tanto descrédito? Infelizmente, as boas igrejas sofrem consequências de credibilidade por conta de igrejas que não caem na graça do povo por mal testemunho. 
Esse baixo padrão já acontecia com algumas igrejas do primeiro seculo. Alguns exemplos:  a igreja em Laodicéia conhecida como uma igreja de obras mortas: “Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente ... assim que nem és quente nem frio, vomitar-me-ei da minha boca” ( Ap. 3:15,16). A Igreja em Sardes conhecida como uma igreja em viver de  aparência: "Conheço as suas obras; você tem fama de estar vivo, mas está morto..."( Ap 3:1-6).
Cada  membro de uma igreja local  que não provoca impacto positivo na sua comunidade, precisa medir a temperatura de sua fé, se estiver morna a credibilidade está em baixa.

3- Restaurando a Credibilidade.
Toda igreja local tem seus momentos de altos e baixos. A Igreja é a instituição mais atacada da terra. Sofre ataques externos; porque o mundo vive em permanente oposição aos padrões de Deus. Sofre ataques internos que Paulo chama de batalha da carne com o espírito ( Atos 7). Sofre divisão interna em questões teológicas ( exemplos: Atos 11:2; I Co 3). Em questões disciplinares a Igreja em Corinto foi severamente repreendida pelo apóstolo Paulo ( I Co 5). A igreja em Pérgamo foi elogiada pelo Senhor por viver uma fé desafiadora numa cidade em que era conhecida como o trono de Satanás 
(Ap 2:23). Enquanto a igreja de Laodicéia fora severamente repreendida pelo seu estado espiritual de mornidão ( Ap 3:15,16).  
Em qualquer situação a restauração vem através do arrependimento, da confissão e abandono do pecado ( I Jo 1.9,10). O apelo do Senhor da Igreja, está em Ap.3:20:  “Eis  que estou a porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo".  Inconcebível Aquele que deu a vida pela Sua  Igreja fique do lado de fora de sua própria Igreja. 

4- Liderança Qualificada com  Gestão Transparente.
Os tempos mudaram exigindo mais qualificação, eficiência e transparência na gestão. Com a modernidade tecnológica  a informação chega em tempo real em todos os quadrantes da terra. O livre acesso, a todas as idades, exige uma qualificada mão de obra, uma liderança versátil e ágil na  forma de interagir com os seus membros. Cerca de 20 anos atrás, os membros das igrejas locais tinham contato com a bíblia, fazendo o culto doméstico, indo aos cultos e participando da  Escola Bíblica Dominical. Com a tecnologia da internet, abrimos o celular encontramos uma avalanche de textos, mensagens e profecias. Tem muita gente tendo acesso ao rebanho alheio.  
A transparência é a forma mais eficaz de conquistar credibilidade. Os membros da igreja local quando bem doutrinados e fieis nas contribuições dos dízimos e das ofertas, sentir-se-ão lesados quando a liderança não é transparente nas prestações de contas. Agindo com transparência em como lidar com os encargos sociais, de seus ministros e colaboradores. Uma igreja que cai na graça do povo não pratica qualquer atividade que comprometa sua lealdade com santidade de Deus. A notícia que corre dessa igreja atraem pessoas, a exemplo com o que ocorreu com rainha de Sabá que foi comprovar pessoalmente o que diziam sobre Salomão. Veja o  que disse a rainha:  "...Mas eu não acreditava no que diziam, até ver com os meus próprios olhos. Na realidade, não me contaram nem a metade;" ( I Reis 10:7b. NVI )

Refletindo:
“Lembra-te, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não,  brevemente a ti virei e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres”( Ap. 2:5)  
As sete mensagens dirigidas  as  igrejas da Ásia, são destinadas ao pastor de cada igreja: “Escreve ao anjo da igreja...”. Uma alusão da responsabilidade do pastor com o rebanho do Senhor. Então, pastor amado, essa palavra é em especial para você. Não importa o tamanho da igreja que pastoreia, as condições do seu ministério. A questão, para refletir, é: A credibilidade de sua igreja está em alta ou em baixa? O amado pastor conhece o estado de suas ovelhas? A sua liderança está comprometida com a credibilidade da Igreja?  

Por amor a cristo!

Pastores,
A prática de mordomia cristã fundamenta-se em princípios como lidar com o dinheiro à maneira de Deus. Nesse entendimento, preparamos uma apostila - Finanças & Vida - Uma Combinação de Sucesso. Colocamos à disposição nossa experiência e vivência nessa área.  Se desejar conhecer esse material e aplicar à sua igreja, entre em contato conosco através do   >>>   e.mail >>>   araosalgado@gmail.com,  teremos o prazer enviar.