sábado, 18 de fevereiro de 2017

DESAPONTAMENTO - ENCONTRANDO AS CAUSAS!



“... Sei que podes fazer todas as coisas; 
nenhum dos teus planos pode ser frustrado” ( Jó 42:2)
Temas com focos motivacionais são os mais requisitados e atraentes. Suas abordagens são sempre focadas em exemplos bem sucedidos. A Bíblia é recheada de exemplos bem sucedidos; não pelo sucesso em si, mais pela maneira como os personagens enxergavam à vida sob a perspectiva dos valores e princípios de Deus. Desapontamentos, planos frustrados, não significam insucessos na vida. São indicadores importantes de prováveis desvios de padrões que afrontam a santidade de Deus. Como assim?! Vamos buscar respostas na própria Palavra de Deus:

1-   Do Sucesso a Planos Frustrados.
“.... Fez Josafá navios de Társis,  para irem a Ofir em busca de ouro; porém não foram, porque os navios se quebraram em Eziom -Geber .” ( I Reis 22:49).
A linha que divide o sucesso de planos frustrados é tênue. A fronteira que separa um do outro apenas o mover de  um polegar. Os desvios começam  imperceptíveis, de forma lenta e gradual. Para ilustrar vamos citar o rei  Josafá; transitou do sucesso para planos frustrados. O sucesso veio enquanto o rei mantinha os princípios e os valores estabelecidos por Deus. Os planos frustrados vieram quando esses princípios foram quebrados. “Porém Eliézer, filho de Dodavá, de Maressa, profetizou contra Josafá, dizendo: Visto que te aliaste com Acazias, o Senhor despedaçou as tuas obras. E os navios se quebraram e não puderam vir a Társis”. ( 2 cronicas 20:37).    
Aplicando à vida cada  pessoa tem sua própria experiência vivida, tanto de planos bem sucedidos quanto de planos frustrados. Se buscarmos as causas, sinceramente, vamos concordar que grande parte se deu por pequenos passos de desvios. Por ganancia, por precipitação, por não levar a sério a Palavra de Deus, não ouvir bons conselhos,  principalmente do  cônjuge...

2-   Desapontamentos, Alianças Comprometedoras.
Os exemplos negativos, registrados na Bíblia, tem um único propósito: para aviso nosso. Não há nenhum outro propósito, a não ser de confrontar os nossos atos. Jó, passou do sucesso à perdas sem precedentes, da família, bens e a própria saúde. Mesmo assim, é dele essa linda declaração: “sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado” ( Jó 42:2).
Os teólogos que ensinam a teologia da prosperidade, fazem  com muita veemência o uso dessa palavra de Jó, como profecia, de forma indiscriminada. Atribuindo precipitadamente textos bíblicos isolados, cuja eficácia  se  dará no contexto de todo um conjunto de padrões elencados nas Escrituras. Cremos com toda segurança que os planos de Deus se cumprem, não há nenhuma  possibilidade em frustrar-se. Igualmente cremos que os planos de Deus também se cumprem frustrando planos que estão desalinhados aos princípios e padrões bíblicos. Jó, diferentemente de Josafá, manteve-se fiel em aliança ao seu Deus em meio a tantos sofrimentos e perdas. Não sofreu desapontamento; sua vida recomeçou com extraordinário sucesso.
Aplicando à vida boa parte dos desapontamentos são resultados de planos frustrados, fazem parte da lista de alianças comprometedoras. Alianças com pessoas que vivem jugo desigual, com  pessoas que não tem nenhum compromisso em investir no Reino de Deus. Aliança comprometedora também se dá no casamento e em parcerias nos  negócios.

3-   Planos Frustrados, Novo Começo.
“...  tendo acabado de falar, disse a Simão: “ Vá para onde as águas são mais fundas”, e a todos ” Lancem as redes para a pesca” ( Lucas 5:4).
Para quem precisa de uma palavra de encorajamento não poderia ser outra. O Senhor Jesus depara com pescadores desapontados, por passarem toda a noite pescando e nada de peixes. Jesus entra em sena! Participa da pesca, dá instruções, fizeram a maior pescaria da vida deles.
Pense em você agora! Quem sabe você é desses que está desapontado na vida. Receba essa palavra do Senhor Jesus: “... e a todos” lancem as redes para a pesca”. “ E a todos...”. Você é um desses! Sinta-se incluso. Quem sabe sua rede é a sua identidade não claramente resolvida; ou,  seu casamento não vivendo numa aliança comprometida com os padrões de Deus; sua profissão não está bem valorizada...; Enfim,  qual é a sua rede?

Refletindo:  
“... e os pescadores havendo descido deles (barcos), estavam lavando as redes” ( Lucas 5:2.b).
“Lavando as redes”... cada chegada da pesca os pescadores precisavam limpar as redes dos resíduos acumulados, para iniciar uma nova pescaria. As vezes, era necessário fazer consertos  nas redes. A cada novo começo é necessário não  somente fazer reflexões dos erros e dos acertos; sobretudo, fazer todos os reparos possíveis para o recomeço do dia seguinte. Como está sua “rede” espiritual? Está precisando de um bom reparo de quem mais entende de pescaria? Está pronto para “ lançar a sua rede”?  Boa pescaria! 

Por amor a cristo!