sábado, 22 de abril de 2017

GERAÇÕES DA PROMESSA - - RESISTINDO OS VENTOS CONTRÁRIOS!

  " E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha... ” ( Mateus 7:25,27)
Somos uma  família cristã convicta que estamos debaixo da promessa. ( Foto acima, 21/4/2017) Registra  quatro gerações de nossa família. Como casal decidimos lutar pelos padrões bíblicos que preservam os valores da familia. O tempo, quarenta anos de casados, trouxe robustez  as nossas convicções:  que família é um projeto de Deus, para sempre. Os nossos alicerces são firmes, firmados na Coluna Angular, Jesus Cristo. Lutaremos, com todas as forças,  contra os ventos contrários que sopram para destruir  a estrutura familiar.

.  Deus Criou a Familia Para Resistir  Ventos Contrários.
Ventos contrários são forças intencionalmente levantadas para destruir os valores familiares. Esses ventos contrários destroem casamentos, relacionamentos entre pais e filhos; criando desordem na sociedade. Cada geracão que chega estão mais fragilizadas de valores; menos resistentes aos  ventos contrários. A iniquidade vem se multiplicando assustadoramente. A geração que chega, colhe consequências de atos, iníquos,  de um passado distante.  Adão e Eva, introduziram o pecado na raça humana, a geração de seus filhos já sofreram duros  golpes.  Noé, que começava uma nova semente da raça humana, plantou uma vinha, embebedou-se;  causando vergonha e maldição para um de seus filhos,  e gerações futuras.  Abraão e Sara, referência de fé, pecaram gerando um filho da escrava, vindo a se tornar uma geração poderosa,  inimiga dos herdeiros da promessa.  O sacerdote, Eli, designado para abençoar o povo, não corrigia os filhos da idolatria e do pecado sexual;  provocou a ira de Deus, num só dia, perdeu a sua vida, de dois filhos e de sua nora. Resultado, a nação toda sofreu com esse desastroso comportamento. O que dizer de Davi? O que dizer  de nossos antepassados de sangue? O que dizer de nós, mesmos? Exemplos não faltam. 

Vamos refletir, nos atos e consequências de  Abraão e Sara, nossa referência de fé ( relato está em Gênesis cap. 16 ).


 1 -  Uma Fé Inabalável Não está Imune De Ventos Contrários.
“ E disse Sarai a Abrão: eis que o Senhor tem me  impedido de gerar; entra, pois, à minha serva; porventura terei . e ouviu Abraão a voz de Sara” ( Gn. 16:2).
Não cremos que faltou fé, no casal. Pois,  Já havia  passado por grandes provas que requeria uma sólida fé em Deus. Deus havia dado a Abraão uma grande vitória libertando Ló (sobrinho)  das mãos de poderosos inimigos. Abraão possuía uma fé inabalável em Deus.  A Fé é um suporte importante para manter uma estrutura familiar de pé. Mais outros fatores podem concorrer com  a fé. São os ventos contrários da impaciência, da imprudência, dos atalhos que o mundo oferece. 

2- A impaciência  é um Vento Contrário que Desrtrói o Melhor de Deus.
A impaciência é um  vento contrario que atropela o tempo certo de Deus. O ser humano é por natureza impaciente. Os ventos contrários atingem nossos pontos fracos.  No caso de Sara a idade avançada e a esterilidade.  A cada dia que se passava a impaciência ia tomando conta do coração de Sara. Ela sabia que não tinha muito tempo a perder. É possível imaginar que Sara recebia visitas de amigas. Batiam papos conversavam sobre tudo, contavam suas histórias de vida.  Bem provável que uma dessas amigas também sofria com a esterilidade. Comentou que resolveu o problema entregando o marido a uma  escrava para ter um filho. Uma prática comum naquela cultura. Provavelmente, em conversa com o Abraão, ela comentou sobre isso e sugeriu que ele tivesse o filho com a escrava, Agar.  
A impaciencia gera ansiedade. Um tipo de vento contrário que abala a estrutura emocional de qualquer pessoa, gerando atos precipitados. Quantas vezes passamos à frente de Deus, provocando situações  que  interrompem  as suas promessas? Quantos casamentos precipitados e desfeitos, rapidamente? Quantos filhos gerados precipitadamente e abandondos? Quantos negócios que tinham tudo para dar certo e fracassaram? A impaciência gera precipitações que podem desabar uma estrutura familiar. 

3-  Ventos Contrarios trazem dúvidas ao coração, uma porta que se abre ao pecado.
Ser uma pessoa de fé não é a garantia do coração estar totalmente livre de engano. Não podemos atribuir tudo de errado contabilizando cem por cento à Satanás.  Sem dúvida, Satanás, é o enganador de nossas almas. Mas a Bíblia diz sobre o coração, o seguinte: “ Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” ( Jr.17:9). É fácil cair na rotina, do dia a dia, esquecer de vigiar e abandonar os princípios e as promessas de Deus.  Sempre haverá algum mensageiro, para trazer uma solução para nossos problemas, que ainda não foram liberados por Deus.  Abraão, Sara e Agar,  viviam uma rotina diária tranquila. Tudo parecia estar muito bem, não havia nada aparente que os ameaçasse. Engano! Havia sim: três corações enganosos e perversos. Cada um teve sua parcela de engano, de culpa e de pecado.

Sara – enganou-se ao pensar que poderia resolver o problema por si mesmo, dando  de mão beijada o seu marido a uma escrava. Sara, só entendeu o engano do coração, depois do estrago feito no seu coração e casamento.  O filho da escrava, Esmael, se multiplicou na terra gerando grandes problemas para as gerações do filho   da promessa, Isaque. 

Abraão – enganou-se, ao concordar com sua mulher. Esqueceu-se que a responsabilidade era exclusivamente, dele. Não pensou na fragilidade emocional de sua mulher. Enganou-se, ao achar que Deus faria vistas grossas no seu pecado; por ser um amigo confidente. Quantos homens de Deus, homens de fé, tem sucumbido nessa área. Não tem a conivência explícita da mulher, a exemplo de Sara;  por outro lado,  a esposa não dá a devida honra ao marido,  e o marido, à esposa

Agar – enganou-se,  por achar que poderia ser um grande negócio para ela: dividir o marido com sua patroa. Na sua imaginação o seu filho seria o herdeiro de tudo. Imaginou que deixaria de ser uma escrava. Não foi o que aconteceu:  Agar, teve que sair de casa, e o seu filho Ismael, não foi o herdeiro da promessa.  Quantas “Agar”, continuam  destruíndo casamentos e famílias. O Brasil inteiro chocou-se de um crime acontecido no estado do Rio Grande do Sul: uma “Agar” entrou na vida de uma família e houve destruição e morte. Há muitas “Agar”, eletrônicas, online, destruindo casamentos e famílias. 
A família de Abrão e Sara, atingida pelos ventos contrários do engano, não viveu a mesma harmonia, dando lugar a discórdia, acusações. choro, separação e consequências irreparáveis que atingiram as gerações futuras. Quantas famílias estão sofrendo as consequências do engano.  Quantos lares se desmoronando, a casa caindo.

Refletindo:
O Senhor Deus  criou os ventos.  Tudo que  Deus criou submete-se a sua autoridade. Os ventos contrários não subsistirão a uma voz de comando de Deus. Se você vive consequencias de ventos cosntrários, coloque-se diante de Deus.  Se há algo que você contribuiu para issoarrependa-se, confesse-o a Ele. Os ventos contrários não escolhe endereço, você sente-se uma vítima, está sofrendo consequencias, busque o socorro de Deus.  Apesar de todas as adversidades, de toda oposição que a família vem sofrendo em toda sua trajetória geracional, ela prevalecerá. Deus criou a família para ficar de pé. Amem!

Por amor a Cristo!